Crime faz uma semana

PM suspeito de envolvimento em triplo homicídio continua preso

A polícia ainda não conseguiu elucidar o crime; O caso continua sendo investigado.
Imirante.com10/01/2019 às 18h32

SÃO LUÍS – A Polícia Civil ainda não conseguiu esclarecer a autoria nem a motivação do triplo homicídio registrado em uma região de mato, no bairro Coquilho, zona rural de São Luís, no último dia 3 de janeiro. As vítimas Gustavo Feitosa Monroe, de 18 anos, Joanderson da Silva Diniz, 17 anos e Gildean Castro Silva, de 14, foram encontradas mortas a tiros de pistola .40, na cabeça e na nuca.

Gustavo Feitosa Monroe, Joanderson da Silva Diniz e Gildean Castro Silva. / Foto: Divulgação.

Relembre o caso:

Três adolescentes são encontrados mortos na zona rural de São Luís

Divulgados os nomes das vítimas de triplo homicídio na zona rural de São Luís

Vítimas de triplo assassinato são enterradas na zona rural da capital maranhense

Polícia colhe depoimentos sobre triplo homicídio na zona rural de SL

PM é preso suspeito de participação no triplo homicídio na zona rural de São Luís

Segundo o superintendente de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Lúcio Rogério Reis, o policial militar Hamilton Caires Linhares, detido na última segunda-feira (7), continua preso. O PM foi detido, pois, segundo vigilantes que prestaram depoimento, Hamilton teria dito que havia matado os três jovens. Porém, ao depor na delegacia, o policial militar, que era responsável pela equipe que fazia segurança da obra do Minha Casa, Minha na região do triplo homicídio, negou a autoria e qualquer participação no crime.

O policial militar Hamilton Caires Linhares continua preso. / Foto: Divulgação.

Ainda de acordo com o delegado Lúcio Rogério Reis, na próxima semana serão ouvidas outras pessoas que trabalham na obra. Além disso, o superintendente afirma a Polícia Civil está aguardando os laudos da perícia, para tentar elucidar o crime.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.