Violência

Divulgados os nomes das vítimas de triplo homicídio na zona rural de São Luís

Os corpos dos jovens foram encontrados, no fim da manhã desta sexta (4), no povoado Mato Grosso.
Imirante.com04/01/2019 às 19h30
Divulgados os nomes das vítimas de triplo homicídio na zona rural de São LuísAs vítimas foram identificadas como: Gustavo Feitosa Monroe, Joanderson da Silva Diniz e Gildean Castro Silva. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – As identidades das vítimas do triplo homicídio, registrado no povoado Mato Grosso, na zona rural de São Luís, já foram divulgadas pela Polícia Civil.

Saiba mais sobre o caso:

Três adolescentes são encontrados mortos na zona rural de São Luís

Após homicídio de adolescentes, moradores ateiam fogo em ônibus e máquinas

A princípio, as informações apontavam que eram três adolescentes, mas a polícia apurou que trata-se de um jovem de 18 anos e dois adolescentes, um de 17 e outro de 14 anos.

As vítimas foram identificadas como: Gustavo Feitosa Monroe, de 18 anos; Joanderson da Silva Diniz, de 17 anos; e Gildean Castro Silva, 14 anos.

Segundo parentes e populares, os rapazes não tinham envolvimento com práticas criminosas e costumavam passar na localidade, onde foram encontrados mortos, para pegar caranguejo em uma área de mangue.

Os três jovens estavam desaparecidos desde a manhã dessa quinta-feira (3), quando saíram para o mangue e não voltaram mais. As famílias das vítimas ficaram preocupadas, pois, os rapazes dormiram fora de casa, o que nunca tinha acontecido.

Sem saberem do paradeiro dos jovens, parentes e amigos saíram à procura e acabaram encontrando os corpos deles, no fim da manhã desta sexta (4), nas proximidades de uma área em que estão sendo construídas residências do Minha Casa, Minha Vida, no povoado Mato Grosso.

Ainda não há informações precisas sobre as circunstâncias e motivação do crime. A Polícia Civil já está investigando o caso. Vários vigilantes que trabalham na segurança do conjunto habitacional em obras já foram até a Superintendência Estadual de Investigação de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), prestar depoimentos, além de parentes e amigos das vítimas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.