Violência

Braide sugere parceria com governo por segurança no transporte de SL

Prefeito de São Luís comentou casos de violência registrados nas últimas 24h.

Gilberto Léda/ipolítica

- Atualizada em 19/05/2022 às 19h06
Braide manifestou-se nas redes sociais
Braide manifestou-se nas redes sociais (Eduardo Braide)

SÃO LUÍS - A recente escalada da violência no transporte público de São Luís motivou o prefeito Eduardo Braide (sem partido) a propor uma atuação conjunta da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) para combater esse tipo de crime.

Nas redes sociais, o gestor anunciou que determinou aos titulares da Semusc, e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), a busca por um diálogo com a cúpula estadual da Segurança para encontrar solução para o problema.

"Desde 2021 a Guarda Municipal está nos terminais. Determinei que a SMTT e a SEMUSC busquem, ainda hoje, a Segurança Pública do Estado para medidas que garantam a segurança dos trabalhadores e passageiros”, destacou Eduardo Braide.

Casos - Nas últimas 24 horas foram registrados três casos de assaltos a coletivos na Região Metropolitana da capital maranhense.

Num dos casos, um motorista de ônibus foi esfaqueado, noite de quarta-feira (18), em São Luís. A ação criminosa aconteceu por volta das 21h45, na avenida Guajajaras, altura do bairro São Cristóvão.

Também na quarta-feira, uma mulher morreu após se jogar de um ônibus na Estrada de Ribamar, para fugir de uma ação criminosa em andamento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.