Duplo homicídio

Suspeitos de participação na morte de funcionários da Cemar são detidos

A polícia ainda não deu informações sobre qual teria sido a participação dessas pessoas no caso.
Imirante.com15/01/2019 às 17h52
Suspeitos de participação na morte de funcionários da Cemar são detidosFoto: Divulgação

SÃO LUÍS - Duas pessoas, de identidades ainda não divulgadas, foram detidas na tarde desta terça-feira (15), suspeitas de participação secundária no assassinato de João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, os quais foram mortos a tiros, na manhã desta terça, no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar. As vítimas trabalhavam na Consórcio Norte, empresa que presta serviços para a Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

Saiba mais sobre o caso:

Funcionários da Cemar são mortos dentro de veículo no Sítio Natureza

Suspeito de matar funcionários da Cemar já foi identificado

Segundo informações do coronel Aritanã, comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitana (CPAM) II, as duas pessoas suspeitas de envolvimento no crime foram detidas em Paço do Lumiar e conduzidas à sede da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), para serem ouvidas. A polícia ainda não deu informações sobre qual teria sido a participação dessas pessoas no caso. O que se sabe é que os suspeitos de serem os autores dos disparos ainda não foram presos.

Em entrevista à rádio Mirante AM, o delegado Jeffrey Furtado, que auxilia nas investigações do crime, falou sobre o caso. O delegado afirma que, após saber do duplo homicídio, a Polícia Civil identificou que os funcionários da Cemar fizeram, nesta terça, o corte de energia elétrica em quatro casas inadimplentes.

“O que foi levantado até o presente momento é que as duas vítimas estavam trabalhando desde as primeiras horas da manhã, e já tinham efetuado a suspensão do fornecimento de energia elétrica em quatro residências, em razão do não pagamento das contas. Após saírem da última casa, eles pararam em uma rua e foram abordados por dois criminosos e assassinados brutalmente, sem chances de defesa. Eles foram mortos, inclusive, pelas costas”, explicou o delegado.

Ainda segundo Jeffrey Furtado, a Polícia Civil já conseguiu identificar todas essas pessoas que tiveram o fornecimento de energia suspenso, e elas já foram levadas para a SHPP, onde estão sendo ouvidas. Também prestam depoimento, outros funcionários da terceirizada que presta serviço para a Cemar. Esses funcionários trabalharam, nessa segunda (14), na região, também com o corte de energia elétrica.

O delegado afirma, ainda, que em uma investigação policial há várias linhas a serem analisadas. Porém, a linha de investigação inicial, neste caso, é que as mortes foram em razão do exercício do trabalho das vítimas. Porém, no decorrer das investigações, outras linhas poderão ser analisadas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.