Folia

PM define plano para garantir segurança no Carnaval no estado

Mais de cinco mil militares vão trabalhar durante o período momesco em todo o Maranhão; só na Grande Ilha, será utilizado um total de 2.500 homens

Ismael Araújo / O Estado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h21
Policiais militares em ação no circuito de pré-carnaval na capital; efetivo será intensificado durante o período oficial de folia
Policiais militares em ação no circuito de pré-carnaval na capital; efetivo será intensificado durante o período oficial de folia

O comando da Polícia Militar (PM) anunciou ontem, 18, que mais de cinco mil policiais vão compor o plano de segurança durante o período momesco deste ano em todo o Maranhão para garantir a tranquilidade e manter o clima de alegria e descontração dos foliões. A festividade carnavalesca oficial vai iniciar na próxima sexta-feira, 21, e se estenderá até a Quarta-Feira de Cinzas, 26. Somente na Grande Ilha, o efetivo será em torno de 2.500 militares e as ações terão o apoio da equipe do Centro Tático Aéreo (CTA), policiais civis, bombeiros militares, Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) e órgãos da Prefeitura de São Luís.

O comandante da Polícia Militar, coronel Pedro Ribeiro, afirmou que os militares vão trabalhar no decorrer deste Carnaval de forma integrada com as outras forças de segurança, inclusive, com a participação dos agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) e Guarda Municipal. “Com o objetivo de obter uma maior eficiência na segurança do Carnaval na Ilha, então, foi planejado um trabalho integrado”, disse o coronel.

Ele ainda declarou que os militares estarão empregados nas ações de policiamento ostensivo e também nas orientações aos foliões. Os policiais de todos os batalhões da Grande Ilha estarão nas ruas durante o período carnavalesco. “Toda a corporação estará empregada para garantir segurança aos foliões”, garantiu o comandante.

Comandante da Polícia Militar, coronel Pedro Ribeiro, deu detalhes sobre o plano de segurança
Comandante da Polícia Militar, coronel Pedro Ribeiro, deu detalhes sobre o plano de segurança

Efetivo

O coronel informou que mais de cinco mil militares estão aptos a atuarem em todo o estado no decorrer do período festivo e nesta quinta-feira, 20, vai acontecer uma reunião com os oficiais, na sede do comandado geral, no Calhau. Em cidades como Pinheiro, Cururupu, Viana, Itapecuru-Mirim, Vargem Grande, Imperatriz, Balsas e Barra do Corda haverá um aumento do efetivo devido ao fluxo de pessoas a essas localidades ser intenso nesse período do ano.

Na Grande Ilha, segundo o coronel, mais de 2.500 militares estarão empregados no policiamento ostensivo e preventivo. Mas, a concentração maior dos militares vai ser nos circuitos oficiais da folia, incluindo as áreas do Bacanga, Av. Beira-Mar, Passarela do Samba e Madre Deus.
Nesses pontos vai ter o policiamento a pé, a cavalaria, serão montadas barreiras, torres de observação e haverá circulação das viaturas, motos. Essas áreas também vão contar com o sistema de videomonitoramento, o radiopatrulhamento e o helicóptero do Centro Tático Aéreo.

Policiamento
Pedro Ribeiro informou, ainda, que a entrada e saída da capital vai ser monitorada durante o período carnavalesco. Haverá reforço de militares na barreira da Estiva, no terminal rodoviário, localizado no bairro Santo Antônio; na Ponta da Espera e no Cujupe.

Ele também declarou que os militares realizarão incursões nos bairros e nas localidades onde vão ocorrer retiros, coordenados por evangélicos e católicos. Além disso, os homens do Batalhão Tiradentes vão intensificar as abordagens nos coletivos da Grande Ilha. “Os ônibus serão abordados para evitarem as ocorrências de assaltos”, esclareceu o coronel.

O coronel Pedro Ribeiro disse que as blitze da Operação Lei Seca serão intensificadas neste período, sob o comando do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRV), com apoio da equipe do Detran, nas principais avenidas da Região Metropolitana de São Luís. “Esse trabalho é para evitar casos de acidente de trânsito e pessoas conduzindo veículos sob efeito de bebidas alcoólicas”, frisou o comandante da Polícia Militar.

Prévia
Pedro Ribeiro, em companhia dos oficiais da corporação militar, percorreu os principais circuitos de festança pré-carnavalesca durante o fim de semana que antecedeu o Carnaval, demonstrando a presença do policiamento em prol do folião.

O coronel disse que mais de 200 militares foram empregados no evento pré-carnavalesco na Ilha e não foi registrado crime de grande ocorrência. A maioria dos casos está relacionado a perda de documentos - estes podem ser recuperados na sede do comandado geral da Polícia Militar, no Calhau.

Outras forças
O comando do Corpo de Bombeiros Militar empregou mais de 150 homens nos locais onde ocorreram as prévias carnavalescas, mas, para os dias oficiais da folia deste ano, na Grande Ilha, o contingente será dobrado. Eles estarão nos principais circuitos a pé e a bordo de embarcações. Também haverá viaturas e ambulâncias em pontos estratégicos da folia.

Os policiais civis, além de estarem empregados nos plantões, estarão durante o Carnaval nas sedes da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e da Superintendência de Repressão ao Narcotráfico (Senarc).

Saiba mais

No Carnaval do ano passado, segundo a polícia, mais de 2.500 militares realizaram o trabalho de policiamento ostensivo e não houve registro de assassinato nos circuitos da folia da Grande Ilha.

Dicas de segurança para o Carnaval

- Evite locais onde não há a presença da polícia

- Não leve joias ou grande valor em espécie para os pontos da folia

- Se beber não dirija

- Em aglomerações, mantenha crianças sob constante vigilância

- Nunca deixe crianças sozinhas nos locais de folia

- Qualquer ocorrência avisar imediatamente para o policial mais próximo

Números

5 mil militares serão empregados no policiamento durante o período momesco no Maranhão

2.500 policiais serão empregados no decorrer do Carnaval deste ano na Ilha

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.