Entrevista

"Votos nulos e brancos não contribuem em nada", diz especialista

Professor Rodolfo Viana esclarece questões sobre o processo eleitoral e fala sobre direitos e deveres dos eleitores.

Clóvis Cabalau/Ipolítica

- Atualizada em 31/08/2022 às 12h44

O número de eleitores que optam por anular o voto ou pelo voto em branco é alto no Brasil. Mas, o que a decisão de “desperdiçar” o voto - que é um direito do eleitor - pode, de fato, influenciar no resultado das eleições? Para responder essas e outras questões importantes para o eleitor votar consciente, o Imirante conversou com o professor Rodolfo Viana, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), atualmente cedido em colaboração técnica para a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Ele foi o primeiro coordenador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP).

Leia também

Candidatos ao governo confirmam participação no debate do Imirante

Na entrevista ao Imirante, Rodolfo Viana esclareceu outras questões comuns ao eleitor, como a diferença no modelo de escolha dos candidatos das chapas proporcionais e das chapas majoritárias. Outra dúvida sanada pelo professor foi quanto às candidaturas em grupo, os chamados “coletivos”, entre outras questões.

Assista acima à íntegra da entrevista.

Leia mais

Sobe para oito o número de candidaturas barradas pela Justiça no MA

Posso votar em mais de um candidato a deputado estadual e federal em 2022?

Quase 90% dos deputados federais tentam reeleição este ano

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.