Covid-19

Vereador manifesta-se contra passaporte vacinal: ''Segregação''

Projeto com esse fim, de autoria do presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), tramita no Legislativo estadual.

Gilberto Léda

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h34
Vereador condena possível sgregação
Vereador condena possível sgregação (Leonardo Mendonça)

SÃO LUÍS - O vereador Marquinhos (DEM), de São Luís, manifestou-se contra a possibilidade de criação de um passaporte vacinal da Covid-19, no Maranhão.

Projeto com esse fim, de autoria do presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), tramita no Legislativo estadual.

_________________Leia mais
Assembleia já rejeitou proposta de passaporte vacinal em 2021

O parlamentar da capital mostrou-se especialmente preocupado com a possibilidade de exigência de comprovação de vacinação para crianças, o que prejudicaria a entrada em escolas. Ele também comentou a possibilidade de segregação dentre vacinados e não vacinados.

“É um verdadeiro absurdo criar um passaporte da vacina para crianças entre 5 e 11 anos, e caso isso venha ocorrer, muitas crianças vão ser prejudicadas, assim como pode ocorrer até uma segregação entre vacinados e não vacinados”, comentou o vereador por meio das redes sociais.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.