Pergentino Holanda

Mulher Empresária em festa

Mais: Poeta Luís Augusto Cassas de volta à Ilha

PH

Márcia Nadler, nova presidente do Conselho Estadual da Mulher Empresária do Maranhão
Márcia Nadler, nova presidente do Conselho Estadual da Mulher Empresária do Maranhão

Com uma tarde perfumada, no auditório do Sebrae, no Jaracati, tomou posse ontem a nova diretoria do Conselho Estadual da Mulher Empresária do Maranhão, ligado à Federação das Associações Empresariais do Maranhão-FAEM.

A presidente do Conselho é Márcia Nadler, que destacou que o objetivo do Conselho é trabalhar em conjunto com a FAEM para fortalecer a rede de mulheres empresárias nos municípios maranhenses.

O evento contou com a participação de várias lideranças de entidades empresariais e de poderes públicos.

Mulher Empresária em festa...2

Entre as lideranças femininas presentes, destacam-se a secretária de Estado da Mulher, Célia Salazar, a vice-prefeita de São Luís, Esmênia Miranda, a presidente do Conselho Nacional da Mulher Empreendedora e da Cultura- CMEC da Confederação das Associações Empresariais do Brasil – CACB, Ana Claudia Badra Cotait, e a diretoria da FAEM-MA.

O presidente da FAEM, Hélio Araújo, destacou que essa movimentação é importante para a entidade e para o estado.

Mulher Empresária em festa...3

A presidente do Conselho Nacional da Mulher Empreendedora e da Cultura- CMEC da Confederação das Associações Empresariais do Brasil – CACB, Ana Claudia Badra Cotait (filha de minha amiga Consuêlo Badra, jornalista de Brasília), veio a São Luís especialmente para participar da posse da diretoria no Maranhão e também apresentar um pouco das experiências do Conselho Nacional.

O Conselho do Maranhão é composto por 14 empresárias das cidades de São Luís, Caxias, Codó, Açailândia, Imperatriz e Barra do Corda, Coroatá, Santa Inês e Viana.

Mulher Empresária em festa...4

Fazem parte do Conselho Estadual da Mulher Empresária do Maranhão a presidente Márcia Nadler de Freitas Braga, tendo como secretária a empresária Edna Montenegro e como diretora de Eventos e Promoções, a empresária Lou Marques.

Também compõem o Conselho Dayane Robledo (de São Luís); Fransoisa Ferreira (de Imperatriz); Alcídia Ponte Viera (de Imperatriz); Cristiana Ferreira (de Imperatriz); Keyla Cristina (de Caxias).

No quadro de suplentes, estão: Suzana Brasil, de Açailândia; Reyanne Abreu, de Barra do Corda; Edicleia de Oliveira, de Codó; Adriana Carvalho, de Coroatá; Rosana Bezerra, de Santa Inês e Leda Granjeiro, de Viana.

 

Diretora de Eventos e Promoções, a empresária Lou Marques com Ana Claudia Badra Cotait, presidente do Conselho Nacional da Mulher Empreendedora e da Cultura-CMEC da Confederação das Associações Empresariais do Brasil
Diretora de Eventos e Promoções, a empresária Lou Marques com Ana Claudia Badra Cotait, presidente do Conselho Nacional da Mulher Empreendedora e da Cultura-CMEC da Confederação das Associações Empresariais do Brasil

Proteção a órfãos da Covid-19

“A Proteção Integral de Crianças e Adolescentes na Orfandade da Covid-19” é o tema de um curso que vai ser realizado em São Luís, nesta quinta-feira, pelo Ministério Público do Maranhão.

A atividade será no Centro Cultural de Administrativo do MPMA, ministrada por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude e Escola Superior do Ministério Público.

O curso tem como público-alvo membros e servidores do MPMA, assistentes sociais e demais integrantes da rede de proteção à infância.

A palestrante será a ativista da área de assistência social, Aldaíza Sposati, ex-secretária municipal de Assistência Social de São Paulo.

DE RELANCE

Categorias de candidatos

Os eleitores que se derem ao trabalho de assistir aos programas eleitorais que já estão chegando ao fim, não terão dificuldade de observar as categorias profissionais que mais concorrem à disputa pelo voto.

Pastores, professores, médicos e advogados são os mais interessados em marcar presença nas casas legislativas.

Os pastores estão na frente do pelotão.

Pendurados na Justiça

A Lei da Ficha Limpa foi criada para o povo eleger os candidatos merecedores no mínimo de respeito.

No entanto, não é isso que se vê no dia a dia da campanha eleitoral.

Candidatos infratores da lei e pendurados na Justiça, autênticos fichas sujas, continuam flanando e pedindo votos aos incautos, em todo o país.

Alguns são conhecidos e respondem a numerosos processos, mas aparecem na televisão posando de moralistas e donos da verdade.

Afinal, pergunta-se: para que foi criada essa lei?

Propostas de executivos

A maioria dos candidatos às eleições de outubro não sabe o que diz quando se manifesta através dos programas eleitorais.

Os que disputam os cargos legislativos se comportam como se postulassem funções executivas.

Os candidatos a deputado, não falam em apresentar projetos ou propostas de lei, mas prometem demagogicamente construir obras.

Pérola de Millôr

Às vésperas da eleição, nada mais oportuno do que esta pérola deixada pelo saudoso Millôr Fernandes.

E cabe como uma luva nos candidatos que fazem da corrupção o fulcro de seus discursos: “Acabar com a corrupção é o objetivo supremo de quem ainda não chegou ao poder”.

Assino em baixo.

 

De volta à Ilha, o poeta Luís Augusto Cassas, que nos últimos anos reside em São Paulo, é visto trocando livros e colocando as conversas em dia com o amigo Luis Augusto Guterres. Aliás, Guto está com um novo livro para lançar agora em outubro
De volta à Ilha, o poeta Luís Augusto Cassas, que nos últimos anos reside em São Paulo, é visto trocando livros e colocando as conversas em dia com o amigo Luis Augusto Guterres. Aliás, Guto está com um novo livro para lançar agora em outubro

Custo da campanha

Nunca antes na história do Maranhão foi tão caro fazer uma campanha para cargos majoritários e proporcionais.

Cálculos realizados por lideranças políticas, dão conta de que, neste ano, uma cadeira na Câmara de Deputados não sai por menos de R$ 5 milhões, e na Assembléia Legislativa fica em torno de R$ 3 milhões.

Os elevados custos da campanha de 2022 podem ser avaliados quando se compara com os realizados nas eleições de 2018.

Pelos valores declarados pelos eleitos, naquele pleito, o custo médio das campanhas vitoriosas foi muito aquém das previsões deste ano.

MEC cria grupo de trabalho

Após suspender processos de autorização, reconhecimento e renovação de cursos de graduação em Direito, na modalidade a distância, o Ministério da Educação (MEC) anunciou que criou um grupo de trabalho para analisar a questão.

Além de representantes do Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o grupo será formado por integrantes dos Conselhos Nacionais de Saúde, Odontologia, Psicologia e Enfermagem.

No anúncio, o MEC ressaltou que o grupo “terá caráter contributivo, sem vinculação à decisão posterior do ministério sobre o tema”.

 Cheque na era do Pix

Pode surpreender, mas na era do Pix, ainda há quem apele para o “velho” cheque.

Balanço divulgado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) aponta que, no primeiro semestre deste ano, o número de documentos compensados no Brasil atingiu 103,9 milhões.

Mas, a tendência é de queda. Esse número é 13,8% menor que o registrado no mesmo período de 2021.

Para escrever na pedra:

“Se você disser umas verdades a uma pessoa pela frente, ela só as ouvirá de você. Mas, se você lhe disser pelas costas, ela as ouvirá de outras 15 ou 20 pessoas”. De Fran Lebowitz.

 TRIVIAL VARIADO

A virada de mês poderá ser marcada por grandes fenômenos sociais e de incidentes, como alerta a cigana Sara Zaad. Uma das previsões é a disseminação de Fake News nas eleições de 2022, que estão previstas para este domingo dia 2 de outubro. Zaad, usa a borra de café para interpretar as visões, por meio da técnica chamada de cafeomancia.

Aliás, fenômenos atípicos se encaminham para a previsão da vidente cega búlgara Vangelia Gushterova, ou a “Baba Vanga”, que ficou conhecida por acertar eventos marcantes da história como os ataques de 11 de setembro de 2001, em Nova York e a morte da princesa Diana.

No assunto: antes de morrer, em 1996, ela teria deixado previsões para os anos seguintes, que incluem uma invasão de ETs no ano de 2022.

Para o próximo ano, a búlgara afirmou que um asteroide enviado por extraterrestres em 2017 vai colidir com o planeta Terra. E as previsões não param por aí. A vidente também previu o surgimento de uma outra pandemia. Mas, desta vez, o foco da descoberta do vírus mortal será na  Sibéria.

No próximo ano, segundo Baba Vanga, algumas cidades do mundo vão sofrer com crise hídrica de água potável. Ela também afirmou que a poluição dos rios vai aumentar e um tsunami vai devastar a Ásia e a Austrália.

Principal palco político do Maranhão, a Assembleia vive dias típicos de período eleitoral, só funcionários, o restaurante funcionando pela metade, tudo fruto da ausência dos atores principais, os deputados.

Servidores dizem que semana que vem o painel é outro. Casa cheia, uma parte festejando e outra se lamentando pela derrota, dele e também do candidato ao governo. É só ir lá ver. E conferir.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.