Copa do Brasil

Sampaio Corrêa joga bem, mas Palmeiras aproveita falha e vence com gol no fim

Tricolor fez jogo equilibrado contra o Alviverde e só sofreu o gol da derrota nos acréscimos.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte23/05/2019 às 00h02
Sampaio Corrêa e Palmeiras duelaram no Estádio Castelão, em São Luís (Foto: César Greco / Agência Palmeiras / Divulgação)

SÃO LUÍS – Considerado o “jogo do ano” no futebol maranhense, por marcar a inédita participação de uma equipe local nas oitavas de final da Copa do Brasil, o duelo entre Sampaio Corrêa e Palmeiras trouxe um turbilhão de emoções para o torcedor da Bolívia Querida na noite desta quarta-feira (22). Ao mesmo tempo em que ficaram orgulhosos da melhor atuação do Tubarão na temporada, principalmente na marcação, os tricolores deixaram o Estádio Castelão com um resultado abaixo das expectativas: com um gol nos acréscimos do segundo tempo, o Palmeiras bateu o Sampaio por 1 a 0 e abriu vantagem na briga pela vaga nas quartas de final da competição nacional.

Confira a repercussão da derrota do Sampaio Corrêa:

Andrey lamenta "erro técnico" em falta, mas confia em reação do Sampaio Corrêa

Julinho Camargo elogia atuação do Sampaio Corrêa contra o Palmeiras: "derrota foi uma injustiça"

Felipe Dias parabeniza Sampaio Corrêa por jogo diante do Palmeiras: "time aguerrido"

GALERIA: confira as fotos da torcida do Sampaio Corrêa no jogo contra o Palmeiras

Diante de um Palmeiras com poucos titulares, mas com jogadores talentosos o suficiente para buscar uma vitória no Castelão, o Sampaio Corrêa jogou com inteligência. Bem posicionado em campo, o Tricolor fechou os espaços do atual campeão brasileiro e criou duas boas oportunidades com Salatiel Junior no primeiro tempo, enquanto o Alviverde levou perigo em finalização de Carlos Eduardo e cobrança de falta de Hyoran, que acertou a trave. Na etapa final, apostando suas fichas no contra-ataque, o Sampaio quase abriu o placar em chutes de Cleitinho e Salatiel Junior, mas o Palmeiras, mesmo em noite pouco inspirada, arrancou a vitória aos 48 minutos da etapa final, com Moisés, que cobrou falta de muito longe e contou com uma falha do goleiro Andrey.

Confira as matérias sobre a vitória do Palmeiras:

Felipão valoriza vitória, mas critica atuação do Palmeiras em São Luís

Autor de gol decisivo, Moisés destaca festa da torcida do Palmeiras no Castelão

Edu Dracena faz alerta após vitória do Palmeiras: "não há nada definido"

GALERIA: torcida do Palmeiras faz a festa no Castelão

Com a vitória em São Luís, o Palmeiras precisa de uma nova vitória ou um empate na segunda partida para ficar com a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O Sampaio Corrêa, por sua vez, terá de vencer o Alviverde por dois ou mais gols de diferença em São Paulo, enquanto uma vitória tricolor por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. Palmeiras e Sampaio voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (30), às 20h, no Allianz Parque, com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte.

Antes da segunda partida das oitavas de final, entretanto, Sampaio Corrêa e Palmeiras voltam as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Pela Série C, o Sampaio recebe o Ferroviário neste domingo (26), às 17h, no Estádio Castelão, em duelo com cobertura do Imirante Esporte. O Palmeiras, por sua vez, enfrenta o Botafogo neste sábado (25), às 16h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O Sampaio Corrêa fez uma boa atuação diante do Palmeiras. (Foto: De Jesus / O ESTADO)

O jogo

Para surpresa de muitos torcedores, o Sampaio Corrêa não se intimidou com o favoritismo do Palmeiras nos primeiros minutos de partida no Castelão. Trocando passes e arriscando avanços pelas pontas, a Bolívia Querida tomou a iniciativa diante de um Alviverde ainda frio, estudando o que poderia ser feito. Aos 13 minutos, o Sampaio teve uma boa chance em cobrança de falta de Everton, que parou na barreira alviverde. A resposta do Palmeiras tirou a respiração da torcida tricolor: aos 16, Moisés passou pela marcação, invadiu a grande área e arriscou o chute cruzado, que Arthur Cabral não conseguiu desviar para o gol.

O lance animou o Palmeiras, que avançou as suas linhas e incomodou a defesa do Sampaio Corrêa. Aos 18 minutos, Moisés levantou a bola para a grande área em cobrança de lateral e achou Edu Dracena, que desviou a bola pela linha de fundo. Pouco depois, aos 22, o Alviverde desperdiçou uma grande oportunidade: após passe em profundidade de Lucas Lima, Carlos Eduardo ficou cara a cara com Andrey e tentou o chute cruzado, que foi para fora.

O Palmeiras teve dificuldades para passar pela marcação do Sampaio Corrêa. (Foto: De Jesus / O ESTADO)

Com a marcação ajustada após os sustos, o Sampaio Corrêa levantou a torcida com duas chances seguidas. Aos 31 minutos, Salatiel Junior foi lançado por João Paulo, ganhou de Antônio Carlos na corrida, chutou cruzado e foi travado por Edu Dracena. No lance seguinte, Salatiel aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou por cima do gol, após Fernando Prass sair mal do gol. O Palmeiras também ficou no quase aos 36: após cobrança de falta de Hyoran, Andrey se esticou todo, fez um leve desvio, e a bola bateu na trave.

Palmeiras vence com chute improvável e falha de goleiro nos acréscimos

Insatisfeito com a produção do ataque do Palmeiras, Felipão promoveu a entrada de Deyverson no intervalo, substituindo o pouco participativo Arthur Cabral. Mesmo com a mudança, o Alviverde teve que lidar com o Sampaio chegando com perigo ao ataque em apenas dois minutos de etapa final: após cobrança de falta de Everton bater na barreira, a bola ficou nos pés de Cleitinho, que chutou colocado e parou em grande defesa de Fernando Prass. O Alviverde respondeu aos oito minutos: após passe de Victor Luís, Carlos Eduardo arriscou o chute cruzado, que passou perto da trave direita de Andrey.

Aos 12 minutos, o Sampaio Corrêa sofreu um susto: após bater a cabeça em Carlos Eduardo e se machucar, Andrey teve que receber atendimento médico e colocar uma touca de natação na área lesionada. Com a bola rolando novamente, o Tubarão teve a chance de abrir o placar aos 17 minutos, com Salatiel Junior, que aproveitou a saída errada de Fernando Prass em cruzamento de Cleitinho, ficou com a bola e chutou forte, para mais uma difícil defesa do goleiro do Palmeiras. O Alviverde, por outro lado, promoveu a entrada de Dudu, que até melhorou a movimentação no ataque, mas insuficiente para assustar a Bolívia Querida.

No apagar das luzes: Moisés festeja gol da vitória do Palmeiras. (Foto: Cesar Greco / Agência Palmeiras / Divulgação)

Na reta final de partida, o Palmeiras teve maior posse de bola e ficou procurando espaços, mas o Sampaio Corrêa, firme no setor defensivo, fechava os avanços do Alviverde e ameaçava nos contra-golpes. Everton, aos 37, e Eloir, aos 39, arriscaram finalizações pelo Sampaio, e a defesa palmeirense conseguiu travar esses lances. Quando o jogo parecia resolvido, o Palmeiras conseguiu o gol da vitória: Moisés, aos 46 minutos, cobrou falta de muito longe, contou com a falha de Andrey e garantiu o triunfo alviverde em São Luís.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Everton, Moisés, Douglas Assis e Felipe Dias; Dedé, Diones, Eloir, Cleitinho (Esquerdinha) e João Paulo (Gustavinho); Salatiel Junior. Treinador: Julinho Camargo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Antônio Carlos e Victor Luís; Felipe Melo, Moisés e Lucas Lima (Felipe Pires); Hyoran (Dudu), Carlos Eduardo e Arthur Cabral (Deyverson). Treinador: Luiz Felipe Scolari

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.