Greve

Servidores do Detran acusam Governo de manobra política no órgão

Manifestantes utilizaram a faixa com imagem do governador do Estado e a frase: "Fora Flávio Dino", em protesto contra o chefe do Executivo
Imirante.com16/11/2021 às 10h24
Servidores do Detran acusam Governo de manobra política no órgãoManifestantes protestam contra Flávio Dino (Matheus Soares)

SÃO LUÍS - Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), realizaram manifestação na frente da sede do órgão, na manhã desta terça-feira, contra o governador Flávio Dino (PSB).

Os manifestantes também protestaram contra o diretor-geral do órgão, Francisco Nagib.

Durante os protestos, os servidores acusaram o Governo do Estado de manobra e de politicagem na estrutura administrativa do Detran.

Os manifestantes utilizaram uma faixa com a foto do governador e do diretor-geral do Detran, com a hashtag "Fora Flávio Dino" e "Fora Nagib".

"Fim das terceirizações ilegais. Não à precarização dos serviços públicos; valorização e dignidade aos servidores e nomeação dos aprovados em concurso público", destaca a faixa.

O Imirante.com entrou em contato com o Governo do Estado para obter um posicionamento a respeito do protesto dos servidores, e aguarda retorno.

Leia também: Servidores do Detran entram em greve no Maranhão

Greve

Os servidores do Detran iniciaram uma greve na manhã desta terça-feira (16), em frente ao prédio, na avenida dos Franceses, no bairro Vila Palmeira.

Na segunda-feira (15) a gestão do Detran informou que decisão judicial considerou ilegal a greve dos servidores do órgão e determinou a suspensão imediata do movimento.

O Sindicato dos Servidores do Detran (Sinsdetran) comunicou, por sua vez, que "não foi notificado oficialmente de qualquer decisão judicial" e, assim, confirmou o movimento.

"O Sindicato dos Servidores do Detran comunica que não foi notificado oficialmente de qualquer decisão judicial. Assim sendo, a greve geral está confirmada para terça-feira, 16/11, sem qualquer alteração", destaca comunicado do sindicato.

A greve continua.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.