Grande perda

Federação de Umbanda e Astro de Ogum lamentam morte de Bita do Barão

Na nota, a Federação enaltece a história religiosa de Bita e presta agradecimento ao seu legado.
Imirante.com18/04/2019 às 16h25
Federação de Umbanda e Astro de Ogum lamentam morte de Bita do BarãoO babalorixá Bita do Barão de Guaré morreu nesta quinta-feira (18). ( Foto: Reprodução)

SÃO LUÍS – A Federação de Umbanda e Culto Afro-brasileiro do Maranhão (FUCABMA) emitiu nota de pesar pela morte do babalorixá Bita do Barão de Guaré, que morreu nesta quinta-feira (18). Na nota, a Federação enaltece a história religiosa de Bita e presta agradecimento ao seu legado.

Saiba mais: Morte do babalorixá Bita do Barão é confirmada pela família

Leia a nota na íntegra

A Federação de Umbanda e Culto Afro-brasileiro do Maranhão - FUCABMA lamenta profundamente a passagem para plano espiritual do Sr. Wilson Nonato de Souza, o Pai Bita do Barão de Guaré, ocorrida agora pouco na capital piauiense.

Bita do Barão iniciou sua sólida missão religiosa ainda na infância no Povoado de Santo Antônio dos Pretos, zona rural de Codó. Ao longo de muitas décadas, exerceu o ofício de liderança religiosa da Umbanda e Terecô à frente da Tenda Espírita de Umbanda Rainha Iemanjá. Dada sua grande projeção, foi considerado por muitos como o maior Babalorixá do País, atraindo milhares de pessoas de todas as partes do País e do mundo para atendimentos espirituais e acompanhamento das festividades rituais do terreiro, notadamente no mês de agosto quando se celebrava a Festa de Todos os Santos e Orixás.

Comendador da República desde o governo do Presidente José Sarney, na década de 80, Pai Bita do Barão foi vice-presidente da FUNCABMA e tema de inúmeros estudos por parte de pesquisadores e cineastas brasileiros e estrangeiros, sendo um grande expoente da salvaguarda e memória das religiões de matrizes africanas, uma vez que acolheu centenas, talvez milhares, de clientes, amigos, babalorixás e filhos-de-santo com os quais dividiu saberes e fazeres referentes à ancestralidade e resistência cultural do povo afro-maranhense.

Diante de sua esplendorosa trajetória espiritual no plano terrestre, pela qual expressamos gratidão pela honrosa oportunidade de aprendizado, temos a certeza que o Pai Bita do Barão terá lugar de destaque não apenas na memória do Povo de Santo como a de que também será bem recebido no Orum. Inspirados em sua história, seguimos na profissão de fé em busca da construção de um meio social mais humano, tolerante e amoroso que a Umbanda nos motiva.

Quem também lançou nota de pesar foi o vereador e pai de santo Astro de Ogum, o qual afirmou que “a Umbanda perde um dos seus maiores filhos nesta Quinta-Feira Santa”.

Leia a nota na íntegra

O vereador Astro de Ogum (PR), vice-presidente da Câmara de São Luís, lamenta o falecimento do babalorixá maranhense Wilson Nonato de Souza, mais conhecido como Bita do Barão, aos 106 anos, ocorrida agora pouco na capital piauiense. “ Foi com muita tristeza e pesar que recebi a ligação da neta do Bita, informando sobre o seu falecimento. A Umbanda perde um dos seus maiores filhos nesta quinta feira santa”, lamentou o vereador, que também é pai de santo.

O pai de santo que fez história no estado e no país, estava internado há 10 dias no Hospital São Paulo, em Teresina, e há 4 havia sido levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), da unidade de saúde. O quadro de saúde do babalorixá era considerado gravíssimo pelos médicos, que já descartavam a hipótese de recuperação.

Neste momento de dor pela perda, manifesto condolências aos familiares, amigos e admiradores.

*Astro de Ogum*
*Vereador e pai de santo*

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.