Cidades | Economia

Pandemia: Dia dos Pais aponta para recuperação das vendas

Fecomércio projeta que vendas podem ter crescimento de até 31,1% em São Luís, quando comparado com 2020
01/08/2021 às 00h48
Pandemia: Dia dos Pais aponta para recuperação das vendas Expectativa é aumento das vendas com proximidade do Dia dos Pais (Matheus Soares / O Estado)

São Luís - A data comemorativa do Dia dos Pais é considerada o quarto melhor momento do ano para as vendas sazonais do comércio varejista, ficando atrás do período natalino, Dia das Mães e das Crianças. Para a comemoração deste ano, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA) aponta que há um crescimento de 31,1% nas intenções de consumo das famílias de São Luís na comparação anual, de acordo com os últimos dados do Índice de Confiança das Famílias (ICF) divulgados em julho pela Fecomércio.

No ano passado, o comércio local vivenciava o momento de adaptação aos protocolos sanitários e o início da flexibilização das medidas restritivas quanto ao funcionamento das atividades econômicas, o que ainda afetava fortemente o nível de otimismo dos consumidores. Em julho de 2020, o índice de confiança das famílias de São Luís marcava 47,8 pontos, o mais baixo nível da série histórica de levantamentos iniciados pela Fecomércio em 2010. Hoje, esse índice é de 62,7 pontos, o maior patamar desde maio do ano passado.

O aumento progressivo da confiança das famílias ludovicenses no consumo é justificado pela desaceleração da pandemia após a intensificação da vacinação na capital maranhense, o que possibilitou a eliminação das restrições ao horário de funcionamento do comércio impostas durante o pico da segunda onda da Covid-19, restabelecendo o fluxo de consumidores nos principais polos de varejo da cidade, especialmente nos shoppings e na Rua Grande.

Além disso, o processo de adaptação do varejo para ampliar o atendimento on-line, seja por meio de site, aplicativos ou redes sociais, também vem contribuindo para essa retomada do consumo. Segundo levantamento da Receita Federal, o volume mensal de vendas no varejo eletrônico cresceu, em média, 47% nos cinco primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado no Brasil.

Produtos
Tradicionalmente, as pesquisas de consumo realizadas pela Fecomércio para o Dia dos Pais demonstram que a preferência dos consumidores nesse período é constituída pelo tripé: artigos de vestuário, calçados e itens de perfumaria. Para este ano, a projeção segue na mesma linha e, mesmo apresentando dificuldades na recuperação dos níveis pré-pandemia, esses setores deverão movimentar 40% do faturamento total com a data.

Os resultados serão importantes para impulsionar a retomada desses segmentos e a preparação para o período de fim de ano, momento de maior geração de empregos e aquecimento da economia no varejo. No acumulado deste ano em São Luís, os referidos setores ainda apresentam fraca recuperação do mercado de trabalho. Os de vestuário e calçados acumulam saldo negativo de -305 vagas eliminadas e o setor de perfumaria e cosméticos criou apenas 52 postos com carteira assinada, no primeiro semestre.

Nessa perspectiva de recuperação econômica, o Dia dos Pais será a primeira data comemorativa do ano sem restrições de horário para o funcionamento do comércio. No Dia das Mães, mesmo com as medidas restritivas, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o mês de maio fechou com um crescimento de 23,6% do volume de vendas do comércio varejista maranhense, em relação a maio de 2020. Um estudo da Fecomércio em relação ao nível de confiança dos empresários do comércio de São Luís, mostra que os empreendedores vivem, neste momento, o maior nível de otimismo desde as vendas natalinas do ano passado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte