Política | Eleições 2020

37 prisões foram realizadas no Maranhão por crimes eleitorais

Presidente do TRE, Tyrone Silva, concedeu entrevista coletiva em que foram apresentados os números parciais das eleições
Thiago Bastos15/11/2020 às 17h00
37 prisões foram realizadas no Maranhão por crimes eleitoraisO presidente do TRE, Tyrone Silva (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Em coletiva realizada na tarde deste domingo (15), a Justiça Eleitoral, com base em números da Polícia Militar, informou que 37 pessoas foram presas em todo o estado por crimes eleitorais. Dentre eles, compra de votos (21) e boca de urna (14). Outras pessoas foram conduzidas por transporte irregular de eleitores(2).

O presidente da Corte eleitoral, Tyrone Silva, afirmou que a maior parte dos crimes ocorreu no interior. Segundo ele, estes dados estão passíveis de atualização, já que outras ocorrências estão em andamento.

Segundo o magistrado, por ora, as eleições transcorreram na normalidade. "Por ora, a Justiça avalia como positiva e tranquil", disse.

De acordo com a Polícia Militar, pouco mais de 50 mil reais foram apreendidos frutos de possíveis valores para a compra de votos. A Polícia informa que a origem dos valores será monitorada.
Sobre apuração, os votos deverão estar praticamente totalizados até às 22h.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte