Esporte | Final da Série C

João Brigatti elogia o grupo, mas lamenta derrota: "dói na alma"

Técnico fez questão de ressaltar a boa campanha, que terminou com o acesso, mas disse que queria a taça
06/10/2019 às 18h40
João Brigatti elogia o grupo, mas lamenta derrota: "dói na alma"João Brigatti deve ficar no Sampaio em 2020 (Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS – Fim de jogo, lágrimas e aplausos da torcida. Quem olhava à beira do gramado, e observava o técnico João Brigatti, imaginaria que o Sampaio Corrêa havia ficado com a taça, mas não, era apenas um misto de emoção, pela sensação do dever cumprido, e a lamentação de não poder coroar um bom trabalho com o bicampeonato da Série C. O Tricolor não conseguiu superar o Náutico, ficou no 2 x 2, na tarde deste domingo (6), no Castelão. O Timbu levantou seu primeiro caneco nacional.

Muito abalado depois do apito final, João Brigatti não conseguiu conter a emoção, mas fez questão de elogiar o grupo. Ao som dos aplausos da torcida, o treinador falou: “Nós nos superamos. Lutamos para conquistar esse acesso. Eles [ os jogadores ] não largaram um minuto, mesmo depois da conquista da vaga para a Série B. Estão todo de parabéns. Dói na alma. Nós queríamos coroar esse trabalho com o título”, comentou.

O treinador não escondeu a frustração, mesmo reconhecendo o bom jogo que o Sampaio fez. “Hoje nossa equipe lutou bastante. Merecia subir nesse pódio. Infelizmente não deu”, finalizou o treinador boliviano.

João Brigatti, que treinou a equipe por 15 jogos nesta Série C, com um ótimo desempenho, sendo 8 vitórias, quatro empates e três derrotas, deve permanecer no clube para a próxima temporada. Ele tem conversar adiantadas com a diretoria. Em 2020 o Sampaio vai disputar o Estadual, a Copa do Brasil e Série C.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte