Homicídio tentado

Mulher é presa por tentar estrangular a própria filha

Fato ocorreu na noite de quarta-feira, na Maiobinha, em São José de Ribamar: acusada que é usuária de droga; estaria sob efeito de bebida alcoólica

Ismael Araújo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h24
Flor de Maria Santos na delegacia, acusada de tentar matar a filha
Flor de Maria Santos na delegacia, acusada de tentar matar a filha (Flor de Maria)

SÃO LUÍS - Policiais Militares prenderam na noite de quarta-feira, 25, Flor de Maria Santos, de 26 anos, acusada de tentar assassinar por asfixia a sua filha de sete meses, em plena via pública do bairro da Maiozinha, em São José Ribamar, próximo a Cidade Operária.

A polícia informou que a detida é usuária de entorpecente e estaria sob efeito de bebida alcoólica quando tentou estrangular a filha. Os militares encontraram a acusada com as duas mãos apertando o pescoço da criança. Somente após alguns minutos de negociação, ele entregou a filha aos policiais.

Flor de Maria foi presa em flagrante e levada para o plantão de Polícia Civil da Cidade Operária onde foi autuada. De acordo com a polícia, a detida vai responder pelo crime de homicídio na forma tentada. Após a conclusão do flagrante, a mulher foi levada para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

A criança foi levada para a Unidade de Pronto de Atendimento (UPA) da Cidade Operária onde passou por uma avaliação médica e ontem foi entregue aos familiares. Os conselheiros tutelares da localidade foram informados sobre o caso.

Saiba mais

A polícia encaminhou no dia 6 do mês passado para a unidade prisional em São Luís, Patricia Maria dos Santos Pereira, de 20 anos, acusada de ter matado e esquartejado o próprio filho de três meses. Ela foi presa em Itapecuru-Mirim por decisão judicial. Os avós da criança, Jackson Matos Pereira, de 40 anos, e Marilene dos Santos Menezes, de 45 anos, já haviam sido presos no dia 7 de maio, por envolvimento nesse caso. O corpo do bebê foi encontrado em um terreno baldio, no povoado Vinagre, zona rural da cidade, no dia 3 de maio, em estado de putrefação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.