Irregular

Sujões descartam lixo em rua no bairro Alemanha, na capital

Coleta municipal funciona normalmente, segundo a Prefeitura, mas as pessoas insistem em jogar os dejetos na Rua Edson Brandão

Monalisa Benavenuto / O Estado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h26
Rua Edson Brandão, na Alemanha, se transformou em um lixeiro
Rua Edson Brandão, na Alemanha, se transformou em um lixeiro (lixo)

Pontos de descarte incorreto de resíduos sólidos podem ser constatados em diversos terrenos baldios e calçadas da cidade. Mas na Rua Edson Brandão, no bairro Alemanha, o desrespeito não se restringe aos lotes, nem ao passeio público, e os amontoados de lixo - composto por materiais diversos, desde restos de comida a galhos de árvores - já se espalham por mais da metade da pista, prejudicando o fluxo de veículos no local, que costuma ser intenso devido à proximidade de pelo menos três escolas, entre públicas e privadas.

Quem trabalha ou passa com frequência pelo local reivindica melhoras e garante que o problema é causado pelos próprios moradores, como contou o aposentado José Borralho, que diariamente deixa e busca o filho no colégio. “Eles jogam de tudo aí. Tem dia que está insuportável. O serviço de coleta funciona, mas não adianta, porque eles insistem em jogar lixo aqui”, declarou o pai que, além do incômodo, teme pela saúde do filho, uma vê que o problema possibilita a proliferação de diversos vetores.

A situação prejudica também quem depende do movimento de alunos e responsáveis, como o vendedor de lanches Orlando Veiga, que atua no local há mais de 15 anos e garante: “Desde que cheguei é assim. Tem dias que o cliente nem encosta para lanchar porque o mau cheiro é demais”.

Sobre o lixo acumulado na Rua Edson Lobão, na Alemanha, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana informou que o local é considerado um ponto crônico de descarte irregular e que mantém ações constantes de remoção na área para evitar o acúmulo de resíduos.

O órgão destacou que a coleta domiciliar é prestada de forma regular no bairro às terças, quintas e sábados, no período diurno, e que está tentando identificar a origem das descargas irregulares no local para que os responsáveis sejam notificados e recebam as sanções cabíveis.

O Comitê pediu o apoio dos moradores do entorno para que façam o descarte dos resíduos de forma ambientalmente adequada e que os mesmos sejam acondicionados em sacos plásticos, na frente do seu respectivo domicílio, nos dias e turnos em que passa o caminhão de coleta, evitando o acúmulo de lixo nas vias públicas.

Resíduos não recolhidos pela coleta domiciliar devem ser entregues em um dos 11 Ecopontos já em funcionamento em São Luís localizados no Parque Amazonas, Bequimão, Angelim, Turu, Jardim Renascença, Jardim América, Residencial Esperança, Cidade Operária, São Francisco e São Raimundo. Os Ecopontos funcionam das 7h às 19h, de segunda a sábado e recebem restos de construção civil, poda e capina domésticos, bem como materiais recicláveis (papel/papelão, metal, plástico e vidro) e óleo de cozinha usado.

Denúncias ou reclamações podem ser realizadas através da Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana: 0800 098 1636.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.