20 mil

Edição histórica e o compromisso de informar

Hoje, ao completar 20 mil edições, O Estado reforça seu compromisso em informar com responsabilidade

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h36

A avalanche de informações na internet - principalmente as divulgadas nas redes sociais - provocou uma grande mudança no modo como as pessoas consomem e se relacionam com a informação. À medida que elas estão mais acessíveis, também são mais efêmeras e imprecisas. Daí que, mesmo com as novas ferramentas de comunicação, é histórico o jornal O Estado completar hoje 20 mil edições publicadas em 58 anos de existência.

A marca alcançada é fruto de um trabalho incessante de buscar a informação de forma responsável e precisa. Foram mais de 600 mil notícias publicadas, sendo boa parte delas em primeira mão, o que reforça nosso compromisso em informar com credibilidade, relevância, ineditismo, seja pela edição impressa ou, mais recentemente, por ferramentas digitais.

Em 1º de maio de 1973, nossa primeira manchete foi “Siderurgia em São Luís”, que se referia ao anúncio feito pelo senador da República, José Sarney, que citava a instalação de indústria siderúrgica no estado, um importante passo para o desenvolvimento maranhense. Aliás, foram José Sarney e Bandeira Tribuzi, fundadores deste periódico, os responsáveis pela ideia de transformar o então jornal do Dia, cuja sede era na rua de Santana (Centro) em O Estado do Maranhão.

Desde então, testemunhamos – e colocamos na história – fatos diversos. Entre embates políticos, informações de serviço, notícias que mostram o cotidiano da cidade e do estado. Também fomos os responsáveis por informar aqueles assunto mais delicados, como mortes e acidentes.

Por meio das páginas de O Estado, a população acompanhou fatos históricos, como a vinda do papa João Paulo II ao Maranhão em outubro de 1991, o país do futebol conquistando títulos mundiais, a mudança no regime político, troca da moeda nacional... Foram muitas informações, muitas delas boas, outras nem tanto. Afinal, somos um reflexo da própria vida.

Hoje, ao completar 20 mil edições, O Estado reforça seu compromisso em informar com responsabilidade. Uma missão difícil e até arriscada, por vezes, mas acima de tudo necessária.

Hoje convivemos com dois mundos distintos. Temos os leitores que somente nos acessam por celulares e tablets. Mas cultivamos, com igual orgulho, nosso leitor tradicional, aquele que gosta do cheiro do papel, de sentar tranquilamente para descobrir o que acontece na cidade, no país e no mundo, de ver os números da loteria.

Uma pesquisa divulgada este ano pela Secretaria de Comunicação da Presidência junto ao Ibope apontou que O Estado é um dos líderes no quesito confiança da notícia, segundo a opinião dos próprios brasileiros. De acordo com o levantamento, o periódico maranhense se tornou um dos mais lidos do país e está em vigésimo lugar nacionalmente na preferência do leitor e divide espaço com outros veículos de grande renome, como O Globo, Folha de S. Paulo e outros. A pesquisa foi feita com mais de 200 veículos impressos do país.

Estamos em constante mudança. Chegamos à Era da Tecnologia. Já fomos em preto e branco, já ganhamos colorido. Já usamos maquinários com tamanhos exorbitantes. Hoje, mandamos a informação de onde ela acontece. Conseguimos agregar vídeos. Estamos ao alcance de um toque.
O futuro para nós é tão desconhecido quanto fascinante. Vamos rumo às próximas edições.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.