No bairro Filipinho

Homem é preso suspeito de estupro e cárcere privado em São Luís

Após investigação da Delegacia da Mulher, ficou constatado que a vítima foi espancada, tendo inclusive, parte do cabelo arrancado durante as agressões.

Imirante.com, com informações da PC-MA

- Atualizada em 10/05/2023 às 15h56
O crime aconteceu no bairro Filipinho, em São Luís.
O crime aconteceu no bairro Filipinho, em São Luís. (Foto: Reprodução / Internet)

SÃO LUÍS - A polícia prendeu um homem investigado pelos crimes de estupro, tortura e cárcere privado praticados contra a ex-companheira. A prisão foi realizada, nessa terça-feira (9), no bairro do Filipinho, em São Luís, por investigadores da Delegacia Especial da Mulher(DEM) e Superintendência Estadual de Investigação Criminal(SEIC).

Leia também:

Homem é preso por perseguir ex-companheira em São Mateus

Após investigação da Delegacia da Mulher, ficou constatado que a vítima foi espancada, tendo inclusive, parte do cabelo arrancado durante as agressões. Ainda segundo a polícia, foi constatado que vítima foi obrigada a manter relações sexuais, mantida em cárcere privado e torturada pelo ex-companheiro.

Diante das informações, foi decretada a prisão preventiva em desfavor do agressor, sendo observado que já existia um mandado de prisão preventiva em vigor contra ele. Sendo assim, os policiais cumpriram os dois mandados de prisão e após os procedimentos de praxe o preso foi encaminhado ao sistema prisional.

Outro registro

 Em São Mateus, um homem foi preso, nessa segunda-feira (8), pelo crime de descumprimento de Medida Protetiva de Urgência(MPU). A prisão foi executada por investigadores da Delegacia de Polícia, no bairro Toca da Raposa.

Segundo a Polícia Civil, ele foi preso após a vítima relatar na delegacia que seu ex-companheiro estava perseguindo pelas ruas da cidade, falando injurias e também ameaçando de morte, descumprindo medidas protetivas concedidas anteriormente. Diante da denúncia, a polícia representou pela prisão preventiva do suspeito.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.