Conclusão

CPI dos Transportes: relatório final é entregue na Câmara

Presidente da CPI, vereador Francisco Carvalho, assegurou ter entregue documento ao presidente da Câmara, vereador Osmar Filho, na terça-feira.

Ipolítica com informações da Agência Câmara

Relatório final foi entregue pela CPI à presidência da Câmara na última terça-feira
Relatório final foi entregue pela CPI à presidência da Câmara na última terça-feira (Jailson Budu)

SÃO LUÍS - O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Transportes foi entregue pelo colegiado na última terça-feira (28) ao presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho (PDT).

O anúncio foi feito pelo próprio presidente da CPI, vereador Francisco Carvalho (Avante). Ele afirmou que no relatório constam todos os documentos reunidos ao longo dos mais de 7 meses de trabalho. Chico Carvalho aproveitou o anúncio para cumprimentar os colegas parlamentares que fizeram parte da equipe, comentou o teor do relatório e falou sobre sua repercussão. 

“Aproveito para agradecer a todos que direta ou indiretamente que contribuíram, sabemos que não agradará a todos, mas foi um trabalho técnico e que, principalmente, apresenta soluções, com uma recepção favorável entre diversas categorias, inclusive a dos usuários do transporte”, declarou. 

O presidente Osmar Filho agradeceu o empenho do grupo, dentre parlamentares e técnicos, que auxiliaram na confecção do relatório. 

“Parabenizo aos envolvidos na pessoa do presidente e confirmo que recebi das mãos do relator, vereador Álvaro Pires (PMN), acompanhado do vereador Octávio Soeiro (Podemos) o relatório. Informo que já determinei à Procuradoria que adotasse as providências para a continuidade dos trabalhos”, afirmou.

Pressão

Há duas semanas os membros da CPI começaram a sofrer forte pressão política para que fosse retirado do relatório a sugestão de indiciamento do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PSD).

Membros da Mesa Diretora da Casa e aliados do ex-prefeito, exigiam da CPI a exclusão de citação ao nome de Edivaldo. 

O Imirante entrou em contato com o vereador Francisco Carvalho para obter informação sobre a manutenção ou não da sugestão no relatório de indiciamento do ex-prefeito, e aguarda resposta.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.