Corrida eleitoral

Senador espera união de partidos em torno do seu nome ao Senado

Roberto Rocha espera receber apoio de pré-candidatos ao Governo do Estado e, em contrapartida, agregar valor político ao discurso deles.

Clóvis Cabalau / Ipolítica

- Atualizada em 03/05/2022 às 13h03

SÃO LUÍS - No dia seguinte ao anúncio de que vai disputar a reeleição ao Senado, o senador Roberto Rocha (PTB) conversou com o Imirante sobre próximos passos no jogo eleitoral. Sem definir ainda o partido com o qual o PTB vai se coligar na disputa majoritária, Rocha prega unidade de partidos e de pré-candidatos ao Governo do Estado, em torno de um projeto conjunto ao Senado.

Leia também:

Flávio Dino lidera corrida para o Senado

Escutec: Brandão chega a 30% considerando votos validos

O senador adiantou que poderá participar de eventos políticos dos pré-candidatos ao governo dos partidos que integram o acordo político, como PDT (Weverton Rocha), PSD (Edvaldo Holanda Júnior), PSC (Lahésio Bonfim) e PL (Josimar de Maranhãzinho). Roberto falou ainda sobre a ausência do seu partido nas eleições proporcionais, e outros assuntos.

Assista acima à íntegra da entrevista.

Leia mais:

Escutec: 23% do eleitorado maranhense se declara analfabeto

Lula tem larga vantagem sobre Bolsonaro no Maranhão

Após ato de Roberto Rocha, Flávio Dino anuncia nova reunião de aliados

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.