Em solo maranhense

Bolsonaro desembarca em Imperatriz e é recebido por lideranças

Presidente da República participa na tarde desta quarta-feira de encontro religioso na Região Tocantina.

Ipolítica

Bolsonaro desembarcou em Imperatriz na tarde desta quarta-feira
Bolsonaro desembarcou em Imperatriz na tarde desta quarta-feira (Reprodução)

IMPERATRIZ - O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), desembarcou na tarde desta quarta-feira na cidade de Imperatriz.

Ele foi recebido por uma comitiva de lideranças políticas do estado. Estavam no local do desembarque o senador Roberto Rocha (PTB); o deputado estadual Pastor Cavalcante; o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos e a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge.

Bolsonaro participará na noite de hoje da 35ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Convenção dos Ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus.

O anúncio da visita do presidente no Maranhão havia sido feita pelo deputado Pastor Cavalcante no início da semana. 

Vitória do Mearim

Bolsonaro também participará amanhã de um outro evento da igreja, na cidade de Vitória do Mearim.

O deputado federal Pastor Gil (PL), foi quem fez o anúncio. 

Em Vitória do Mearim, ele participará do 38° Congresso Estadual das Missionárias e Dirigentes de Círculo de Oração. 

Segundo informou nas redes sociais Pastor Gil, o evento deve reunir mais de 5 mil mulheres.

“Estivemos com o Presidente Bolsonaro oficializando e confirmando o convite que fizemos a ele para estar conosco nesta quinta-feira (14/7), a partir das 10h, no maior evento de mulheres da Assembleia de Deus no estado do Maranhão. O Presidente confirmou sua participação no 38° Congresso Estadual das Missionárias e Dirigentes de Círculo de Oração. Um evento promovido pela @ceadema_oficial que reunirá cerca de 5 mil mulheres, em Vitória do Mearim”, publicou o Pastor Gil em seu perfil em rede social.

Multa 

Na última vez que esteve no Maranhão, Bolsonaro acabou multado pela Vigilância Sanitária estadual - órgão vinculado ao Governo do Estado - por supostamente promover aglomeração na cidade de Açailândia

O presidente recebeu multa de R$ 80 mil por "infração sanitária" referente à pandemia da Covid-19. Ele foi inscrito na dívida ativa por conta do débito, ainda não pago.

Via Advocacia-Geral da União (UGU), Bolsonaro recorreu à Justiça Federal para anular a sanção.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.