Rota do tráfico

Deputado destrói plantação de maconha em município do MA

Aluisio Mendes sobrevoava área de helicóptero, após cumprir agenda de trabalho, quando identificou plantação e material pronto para consumo.

Ipolítica

- Atualizada em 06/12/2022 às 08h04
Aluisio Mendes ateou fogo em plantação de maconha no interior do estado
Aluisio Mendes ateou fogo em plantação de maconha no interior do estado (Reprodução Instagram)

CENTRAL DO MARANHÃO - O deputado federal Aluisio Mendes (Republicanos), ex-secretário de Estado da Segurança Pública, destruiu uma plantação de maconha com o auxílio de dois policiais federais no último fim de semana, numa área florestal situada nas proximidades do município Central do Maranhão. 

O ato, inusitado, uma vez que Aluisio já não ocupa mais qualquer função no sistema de segurança pública do país e do estado, resultou num prejuízo de até R$ 150 mil a traficantes, segundo estimativa do deputado.  

Ao Imirante, Aluisio afirmou que ele e os policiais federais atearam fogo em cerca de 300 quilos de maconha prontos para o consumo. 

Ele também disse que conseguiu destruir um canteiro com cerca de mil mudas da planta, além de 150 pés prontos para a colheita. 

“Há um prejuízo para os traficantes em torno de R$ 100 mil a R$ 150 mil”, disse.

Sobrevoo

Aluisio retornava a São Luís de uma agenda de trabalho no interior do estado com a sua equipe, por meio de helicóptero. 

Ao sobrevoar o trecho, ele identificou um acampamento clandestino no meio de uma área florestal e a plantação de maconha.

No casebre havia material utilizado por traficantes para o cultivo da maconha.

“Como policial federal há mais de 30 anos e 15 deles com experiência no combate às drogas, não poderia ignorar o campo do tráfico que avistei ontem durante sobrevoo pelo Maranhão quando retornava de uma agenda. Acompanhado de dois policiais, fomos imediatos na decisão de pousar, porque se não agíssemos, dentro de poucas horas todo aquele volume de entorpecentes seria retirado do local pelos traficantes chegando às mãos de milhares de jovens maranhenses", explicou em seu perfil em rede social.

Leia também: Conselho de Ética define relator em processo que pede a cassação de Josimar na Câmara Federal

Segurança Pública

Aluisio disse ter repassado o caso para o coronel Luis Magno, diretor do Centro Tático Aéreo, com todas as coordenadas, para a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Maranhão dê prosseguimento às investigações.

“No local havia grande quantidade de maconha pronta para o comércio, roupas, utensílios e um fogão improvisado ainda em chamas, sinal de que os donos da plantação evadiram ao avistar a aeronave. Todas as coordenadas e registros da ação foram encaminhados ao Coronel Luis Magno, diretor do Centro Tático Aéreo – CTA, que deve dar sequência às investigações”, finalizou.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.