Três meses de tortura

Sequestrador é preso após manter mulher em cativeiro no meio da mata; ela foi estuprada e torturada

O criminoso tentou reagir à prisão nessa quarta-feira (16) e, por isso, foi alvejado e capturado em seguida.

Imirante.com, com informações da Polícia Civil do Maranhão

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h19
Investigadores da Polícia Civil de Carutapera adentraram na mata, localizaram e libertaram a vítima.
Investigadores da Polícia Civil de Carutapera adentraram na mata, localizaram e libertaram a vítima. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

BOA VISTA DO GURUPI - Foi preso nessa quarta-feira (16) um homem suspeito de raptar uma mulher e mantê-la em cativeiro. Ele também praticou tortura e estupro contra a vítima. O local onde a mulher foi mantida sob o domínio do sequestrador é uma região de mata fechada no município de Boa Vista do Gurupi.

Segundo o delegado da Polícia Civil Carlos Magno Magalhães, o criminoso criou “uma certa obsessão” pela vítima, que era casada, na cidade de Carutapera. Ele afirmava que amava a vítima e que mesma só poderia ser dele, segundo a polícia. O preso, na época, ainda ameaçou de morte o companheiro da vítima.

Foi então que o criminoso invadiu a residência da vítima, onde roubou vários objetos e sequestrou a mulher. Ele manteve a vítima em cárcere privado por três meses no cativeiro insalubre, que fica próximo ao povoado Sodrelândia, em Boa Vista do Gurupi. Após informações indicando o local onde a mulher poderia estar, os investigadores da Polícia Civil de Carutapera adentraram na mata, localizaram e libertaram a vítima.

O delegado disse que, durante os três meses que esteve em cárcere privado, a vítima foi estuprada e torturada por várias vezes. Em certas ocasiões, o agressor chegou a colocar a vítima em uma posição que, em caso de um movimento brusco, ela poderia se enforcar.

No momento da abordagem policial, o sequestrador reagiu à ação da Polícia Civil com uma arma de fogo e acabou sendo alvejado com dois disparos pela equipe de investigadores. Mesmo ferido e preso, o criminoso não parou de ameaçar a vítima, dizendo que seria preso, mas que voltaria para matá-la.

O criminoso foi socorrido e levado ao hospital da cidade de Boa Vista do Gurupi. Logo depois, ele foi transferido ao hospital da cidade de Governador Nunes Freire. O criminoso ainda deve responder por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio qualificado contra os policiais civis.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.