Meio Ambiente

Conheça o Projeto Óleo Social, que realiza ações de reciclagem em São Luís

A Associação de Catadores de Material Reciclável visa a preservação do meio ambiente e geração de renda.
Ingrid García / Na Mira05/06/2017 às 14h00

SÃO LUÍS – Hoje, dia 5 de junho, se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, e pensando nos aspectos ecológicos, sociais e econômicos, a Associação de Catadores de Material Reciclável (Ascamar), realiza o projeto Óleo Social: doação em favor da natureza.

A Ascamar é uma organização civil de interesse público sem fins lucrativos que tem como objetivo o desenvolvimento das atividades de catadores de materiais recicláveis na cidade de São Luís, como forma de proporcionar oportunidade de trabalho, geração de renda e melhoria na qualidade de vida de pessoas em vulnerabilidade socioeconômica.

Fundada em 2004 como ação preliminar do Programa "São Luís Te Quero Bela", os (as) catadores(as) que hoje encontram-se associados(as) à Ascamar são profissionais que sobrevivem da coleta de materiais recicláveis nas ruas e transversais do centro comercial, pontos de coleta dos grandes geradores e órgãos públicos inseridos como parceiros do programa de coleta seletiva.

A associação é composta por treze associados e um conselho diretor que possui mandato de três anos. Além disso, conta com o auxílio de alguns voluntários e de funcionários da Prefeitura de São Luís que ajudam em questões diversas, como a parte administrativa, por exemplo.

O expediente na associação se inicia às 8 horas da manhã, de segunda a sábado - e em alguns domingos, excepcionalmente. A equipe se divide em dois grupos de trabalho, um se desloca para a catação na Rua Grande (Centro comercial de São Luís), e o outro fica na sede da Associação. No mais, também fazem catação após eventos que acontecem na cidade.

Para auxiliar no trabalho diário e com as doações de resíduos que eles recebem vindos de supermercados, órgãos públicos, condomínios e hotéis que possuem coleta seletiva, a entidade possui um caminhão-baú próprio que foi adquirido pelos catadores em um edital da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Parte do material com o qual trabalham também é levado pelo caminhão de coleta seletiva da Prefeitura, que descarrega na sede da Ascamar. Além disso, eventualmente, algumas pessoas também entregam seu próprio resíduo na sede. Após triagem, o material é vendido a empresas especializadas que viabilizam sua reciclagem.

Em média, os catadores conseguem separar em torno de 15 toneladas de material reciclável por mês. Contudo, contam apenas com uma máquina de prensar. O restante do trabalho é mesmo manual, com base no esforço coletivo dos associados. O faturamento mensal de cada associado não chega a um salário mínimo, variando entre R$ 400,00 e R$500,00, do qual é descontada uma porcentagem para pagamento de despesas comuns.

O que são óleo e gorduras residuais?

O Óleo e a Gordura Residual (OGR) são considerados resíduos potencialmente recicláveis sendo obtidos a partir do processo de fritura de alimentos em restaurantes e cozinhas industriais. Apesar de ser fonte alternativa de matéria-prima para fabricação de sabão e seus sub-produtos, o OGR é perigoso para saúde humana e para o meio ambiente quando descartado na natureza de forma inadequada.

O Projeto Óleo Social

O Projeto “Óleo Social: doação em favor da natureza” consiste na coleta e transformação do Óleo e Gorduras Residuais (OGR) em produtos comercializáveis (sabão artesanal em barra/líquido, sabonetes) no intuito de viabilizar a estruturação de cadeia produtiva do OGR, como forma de inclusão social e geração de renda aos(às) catadores(as) de materiais recicláveis.

Como surgiu?

O projeto “Óleo Social: doação em favor da natureza” tem o patrocínio da Petrobras e do Governo Federal, oriundo da seleção pública para patrocínio a projetos sociais e ambientais realizada pela Petrobras (Integração Petrobras Comunidade - IPC 2013), sendo um instrumento que visa democratizar o acesso a recursos destinados à patrocínios, para garantir transparência e fortalecer o compromisso da Petrobras com o desenvolvimento de comunidades situadas no entorno de sua área de atuação.

Atividades desenvolvidas

Cadastramento dos(as) catadores(as) como coletadores(as) de OGR nos municípios participantes; - Realização de capacitações dos(as) coletadores(as) na área técnica (segurança do trabalho, coleta e tratamento do óleo residual e fabricação de sabão artesanal e seus subprodutos) e na área de gestão (administrativa, financeira, e comercialização); - Estruturação da atividade de coleta e tratamento do OGR nos municípios de atuação do projeto com a implantação de uma unidade de tratamento primário em São Luís para a fabricação do sabão em barra, sabão líquido e de sabonetes.

Como atua?

O projeto “Óleo Social: doação em favor da natureza” atua nos municípios maranhenses de Bacabeira, Rosário, Santa Rita, Paço do Lumiar, São Luís e São José de Ribamar, considerando o grande contingente populacional e geração de OGR. Os(As) catadores(as) que participam do projeto são devidamente treinados(as) e capacitados(as) para a coleta e o processamento do óleo de fritura e da gordura residual.

Como doar?

Para doar você pode cadastrar sua empresa como doadora de Óleo ou outro material reciclável para Ascamar e ajudar o Meio Ambiente através do site. As residências devem participar através da coleta doméstica levando a sobra de óleo e gordura residual em um recipiente tampado diretamente ao ponto de coleta de sua cidade ou no galpão da Ascamar. Essa mudança de atitude gera grandes benefícios ambientais e movimenta a economia através da "economia de reciclagem".

#Serviço

Endereço da Ascamar: R. São Pantaleão, 1094, São Luís/MA (ao lado do CEPRAMA)

E-mail: projetooleosocial@gmail.com

Telefone: (98) 9 8177-9131 (Mariana Claudiano)

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.