Exclusivo

Assembleia geral dos professores pode decidir fim da greve na tarde desta sexta (6)

Encontro será realizado na Praça Maria Aragão, às 16h

Rádio Mirante AM

- Atualizada em 06/05/2022 às 15h52
Sheila Bordalo, em assinatura de ata durante eleição sindical
Sheila Bordalo, em assinatura de ata durante eleição sindical (Divulgação/Sindeducação)

SÃO LUÍS - Em entrevista exclusiva ao programa Abrindo o Verbo, da Rádio Mirante AM, a professora Sheila Bordalo, presidente do Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de São Luís (Sindeducação), trouxe mais detalhes sobre o acordo firmado entre o Ministério Público, Prefeitura e classe trabalhista em prol de uma suspensão da greve geral dos professores da rede municipal de educação nesta sexta-feira (6), com retorno previsto para a próxima segunda-feira (9).

“Acabamos ainda pouco a reunião com Ministério Público, o comando de greve e a Prefeitura, tentando avançar nessas negociações, mas avaliamos os termos do acordo em relação a relação a retirada de corte de ponto, a negociação para a reposição das aulas, a questão do seletivo dos contratados durante a suspensão e esses pontos serão apresentados na Praça Maria Aragão, às 16h, durante a Assembleia da categoria, que vai deliberar. Mas tentamos ver as proposições em relação a um acordo geral que envolvesse reajuste e todos os elementos em relação a um retorno”, disse.

Ouça a entrevista na íntegra:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.