Perigo!

Chuvas aumentam incidência de caramujos em Imperatriz

O molusco é hospedeiro de um verme que pode transmitir a meningoencefalite.
Tátyna Viana/Imirante Imperatriz11/03/2020 às 15h32
O molusco é hospedeiro de um verme que pode causar a inflamação das membranas que cobrem o cérebro, as meninges. / Foto: Márcio Novais/TV Mirante Imperatriz.

IMPERATRIZ - O período de chuvas e as áreas alagadas facilitam a proliferação de animais como os caramujos, que procuram lugares sujos e úmidos para se reproduzirem, por isso é importante manter quintais e terrenos vazios sempre limpos.

Leia também

Infestação de caramujos assusta moradores do Cohafuma

Moradores da Ponta D'areia também sofrem com infestação de caramujos

Infestação de caramujos africanos chega ao bairro São Francisco

Caramujos africanos também proliferam no bairro Olho d'Água

No bairro Vilinha, em Imperatriz, eles foram flagrados na lama, na frente da Escola Municipal Frei Tadeu. Nas redes sociais, imagens do aparecimento de caramujos feitas por moradores, após as chuvas que caíram na cidade nos últimos dias, têm sido cada vez mais frequentes.

Foto: Márcio Novais/TV Mirante Imperatriz.

O monitoramento da aparição desses moluscos deve ser feito pelo Centro de Controle de Zoonoses, para a retirada de forma correta. Os mais comuns são os caramujos africanos, popularmente chamados de caramujos gigantes.

Foto: Márcio Novais/TV Mirante Imperatriz.

O molusco é hospedeiro de um verme, o Angiostrongylus cantonensis, que pode transmitir a doença meningoencefalite eosinofílica, que causa a inflamação das membranas que cobrem o cérebro, as meninges.

Tem ainda outro perigo. Mesmo depois da morte do caramujo a concha que fica sobre ele pode acumular água da chuva e servir de criadouro para o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.