Em Manaus

Funcionário do IML é demitido suspeito de fazer sexo com cadáver

Segundo informações da polícia, Wandreley dos Santos Silva foi flagrado por um perito.
Imirante.com12/12/2019 às 12h53
Funcionário do IML é demitido suspeito de fazer sexo com cadáverFoto: Reprodução

MANAUS - O auxiliar de necropsia, identificado como Wandreley dos Santos Silva, 52 anos, foi demitido nessa quarta-feira (11), suspeito de fazer sexo com um cadáver. O caso aconteceu em Manaus.

De acordo com o Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC), foi solicitada a abertura de um inquérito policial para investigar denúncias de prática de necrofilia pelo auxiliar de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) de Manaus. O caso está sendo investigado pelo 27° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Wandreley dos Santos Silva foi demitido juntamente com um colega do setor administrativo por faltas funcionais graves praticadas durante o plantão do dia 23 de novembro, em que ambos deixaram o expediente para assistir ao jogo final da Copa Libertadores da América e retornaram embriagados. Os relatos foram feitos por outros profissionais do plantão.

Wandreley dos Santos Silva foi encontrado por um perito enquanto arrumava as calças. O suspeito estaria descendo de uma mesa de necropsia onde havia um cadáver do sexo feminino.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.