Operação 'Gapara Segura'

Polícia prende oito suspeitos de integrarem facção criminosa em São Luís

Operação foi deflagrada na manhã desta terça-feira (13), no bairro Gapara, na área Itaqui-Bacanga.
Imirante.com, com informações da Polícia Civil13/04/2021 às 12h33
Polícia prende oito suspeitos de integrarem facção criminosa em São LuísPresos foram encaminhados para a Seccional Sul, onde foram ouvidos pelo delegado titular. (Foto: Reprodução / TV Mirante)

SÃO LUÍS – A Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a oito mandados de prisão preventiva contra suspeitos de integrarem uma facção criminosa que atua na região Itaqui-Bacanga, na capital maranhense. As prisões ocorreram na manhã desta terça-feira (13), durante a operação ‘Gapara Segura’, deflagrada no bairro Gapara, em São Luís.

De acordo com informações da polícia, além dos mandados de prisão cumpridos, com um dos suspeitos foi apreendida uma arma de fogo calibre 38, com seis munições. A operação contou com apoio operacional da Polícia Militar do Maranhão (PMMA).

Ainda segundo a polícia, todos os presos foram encaminhados para a Seccional Sul, onde foram ouvidos pelo delegado titular, Paulo Franco. Após os procedimentos legais, todos os conduzidos foram encaminhados ao Centro de Triagem de Pedrinhas, onde permanecerão a disposição da Justiça.

Dois dos elementos presos na operação desta terça-feira, além de integrarem uma facção criminosa, são suspeitos de terem tramado um tiroteio em um campo de futebol, em setembro de 2020, na rua do Arame, no bairro Gapara. Na ação, várias pessoas foram baleadas, inclusive uma criança de 12 anos de idade.

Relembre o caso

Por volta das 17h, do dia 15 de setembro de 2020, um suspeito – que foi preso no dia 11 de fevereiro deste ano – junto com outros comparsas, invadiram um campo de futebol na rua do Arame, no bairro Gapara, em São Luís, atirando em diversas crianças e jovens, que praticavam esportes no local.

Quatro pessoas foram atingidas pelos tiros e levadas para o hospital em estado grave, sendo que algumas foram atingidas na cabeça, resultando em sequelas graves.

De acordo com as investigações, o homem detido em fevereiro praticou o crime para vingar a morte de um irmão que foi, supostamente, assassinado durante briga de facções rivais.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.