Investigação

Polícia acredita que há mais envolvidos na morte de homem arrastado por carro

O empresário Geucimar Lima, suspeito de torturar e matar Carlos Alberto Santos, 34 anos, está preso.
Imirante.com, com informações da TV Mirante03/11/2020 às 11h03
Polícia acredita que há mais envolvidos na morte de homem arrastado por carroCarlos Alberto Santos foi arrastado em rua do Centro. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

SÃO LUÍS – A polícia investiga se mais suspeitos participaram do assassinato de um morador em situação de rua após ter sido arrastado no Centro de São Luís, no mês de maio deste ano.

O empresário Geucimar Lima, suspeito de torturar e matar Carlos Alberto Santos, 34 anos, está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A prisão foi efetuada cinco meses após o ocorrido. Para a polícia, há mais envolvidos no crime.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que Carlos Alberto foi arrastado pela rua de Santana, no Centro. As imagens também exibem o instante em que o empresário para o carro, inicia uma conversa e, em seguida, toma uma bebida, enquanto a vítima estava amarrada. O vigiante, que deu água ao empresário, não atendeu ao pedido de socorro de Carlos Alberto, segundo a polícia.

Veja a reportagem completa

Depois do crime, o empresário fugiu para São Paulo e foi preso no retorno a São Luís. O carro utilizado para arrastar a vítima foi apreendido pela SHPP.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.