Cinema

Livro reúne impressões sobre a obra de Frederico Machado

"Um Porto no Purgatório - Impressões sobre o cinema de Frederico Machado" será lançado na segunda-feira (6)

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15
Frederico Machado tem trajetória de 25 anos de carreira enfocada em livro
Frederico Machado tem trajetória de 25 anos de carreira enfocada em livro

São Luís - Nascido de uma ideia de registro de ensaios e críticas a respeito do cinema de Frederico Machado, que não eram tão expostas, o livro “Um Porto no Purgatório - Impressões sobre o cinema de Frederico Machado” surgiu após o interesse do crítico italiano Leonardo Persia de escrever sobre o cinema intimista, abstrato e maranhense.

A obra tem participação de mais de 50 críticos e ensaístas e será lançado na próxima segunda-feira (8), em São Luís. O evento vai acontecer às 18h, no Buriteco Café (Praia Grande), e terá participação de um sarau com Tairo Lisboa, e apresentação da artista Andréa Frazão.

Com 246 páginas, o livro foi editado pela Lume Filmes e é composto por ensaios e críticas de mais de 50 escritores, tanto nacionais quanto internacionais, sobre o cinema do cineasta brasileiro Frederico Machado e toda sua trajetória, principalmente na sétima arte. O livro é considerado uma forma de eternizar essas obras, além de servir como fonte de pesquisa para gerações atuais e futuras do cinema.

Capa do livro “Um Porto no Purgatório - Impressões sobre o cinema de Frederico Machado”
Capa do livro “Um Porto no Purgatório - Impressões sobre o cinema de Frederico Machado”

Carlos Alberto Mattos, José Geraldo Couto, Inácio Araújo, Leonardo Persia (Itália), Stefano Paci (Itália), Adolfo Gomes, Francisco Carbone, Bruno Carmelo, Bianca Zasso, Marco Fialho, João Luiz Vieira, Pedro Tavares, Marcelo Ikeda, entre tantos outros, são presentes na obra e compõem esse compilado de impressões e análises das nove obras que traçam o psicológico e o intimismo em cenários comuns do litoral do Estado. Em trecho do livro, com ensaio inédito, Fabricio Duque, crítico carioca, chega a ressaltar que o cinema de Frederico é uma arte ilusória, que desperta sentidos e gera emoções.

“Fico muito feliz com o livro, pois é uma forma de eternizarmos esse cinema, além de produzir materiais que possam vir a servir como fonte de pesquisa e conhecimento para outros que estão adentrando no cinema. É um livro de registro, que talvez também possa vir a ser referência sobre a cinematografia maranhense”, destacou Frederico Machado.

Temas

O diretor já possui mais de 25 anos de carreira, com obras totalmente independentes, que exploram o ambiente litoral de São Luís e Maranhão, além de abordar temas como a solidão, que está intrínseca nos personagens, e a questão da angústia, da dor e do sofrimento. Mas tudo inserido em um contexto social e do estado do Maranhão

“Tenho muito orgulho de poder explorar a cultura maranhense e produzir nossos filmes de forma independente, apenas duas produções tiveram patrocínio, e acho que esse livro é uma forma de levar conhecimento para quem passa pelo mesmo e quer conhecer mais sobre o cinema maranhense”, ressaltou o diretor.

Saiba Mais

Outros lançamentos

O lançamento em São Luís está sendo feito com apoio do IEMA. Frederico Machado ainda ressaltou que o livro também será lançado em festivais de cinema, e também estão sendo programados lançamentos no Rio de Janeiro e em São Paulo.



Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.