Mortes violentas

Presas 121 pessoas suspeitas de assassinatos, no 1º semestre, no MA

Além das prisões, a SHPP apreendeu 22 armas de fogo e 25 veículos em todo o estado; entre os casos elucidados está a morte da estudante Karoline Santos, em São José de Ribamar

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h16
.
. (homicídio)

São Luís - Cento e vinte e uma pessoas foram presas acusadas de homicídio, latrocínio e feminicídio durante o primeiro semestre deste ano em todo o estado, segundo a Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP). Foram realizada uma média de 20 prisões por mês, enquanto no decorrer do mesmo período do ano passado, o registro foi de 72 prisões.

Entre as prisões ocorridas ao longo dos primeiros seis meses deste ano, de acordo com a SHPP, 17 criminosos foram presos em flagrante e 104 prisões em cumprimento de ordem judicial. Os policiais da SHPP cumpriram 109 mandados de busca e apreensão, apreenderam 22 armas de fogo e 25 veículos. Foram instaurados 266 inquéritos e elucidados 127 assassinatos, inclusive com autoria do crime identificada.

Um dos casos elucidados foi da estudante Karoline Ranizia Santos Diniz, de 25 anos, ocorrido em um condomínio fechado, em São José de Ribamar, no mês de maio deste ano. Segundo a polícia, o homicídio teve como acusado o vizinho da vítima, foi preso em flagrante.

Ritual
No último dia 13, foi preso um casal suspeito de ter assassinado um bebê, de 18 dias de vida, de acordo com a polícia, durante um possível ritual de magia negra, em Icatu, no mês de maio deste ano. Entre os presos está a mãe da criança e o caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

O superintendente da SHPP, delegado Lúcio Rogério, relatou que todos os casos de homicídio já saem com a instauração direto do plantão central e a unidade policial passou, além de elucidar e representar pelas prisões, mas também buscar a prisão dos infratores. “De todos os aspectos, o mais valioso é o corpo de servidores da SHPP. Este é composto por policiais selecionados, experientes, compromissados e que amam a investigação de crimes contra a vida”, frisou o delegado.

Assassinatos
Durante a madrugada de ontem ocorreu a execução de Matheus de Araújo da Silva, de 18 anos, na Estrada Velha do bairro da Vila Esperança. Os populares disseram para a polícia que esse crime contou com a participação de faccionados e a vítima foi alvejada na cabeça e nas costas. Há informações que Matheus da Silva tinha passagem pela polícia pelo crime de tráfico de droga.

Também ontem bandidos instalaram o clima de terror na cidade de Vitória do Mearim. A polícia informou que dois criminosos, que estavam em uma motocicleta, sem capacete executaram primeiramente o ex-presidiário Júnior Sales, na rua Lourenço Pinto. A vítima levou cinco tiros, inclusive, na cabeça e morreu ainda no local. Ele tinha deixado o presídio há 10 dias.

Em seguida, os criminosos se deslocaram até a rua do Bruce onde efetuaram três tiros em um homem, identificado como Gabriel, que foi levado primeiramente para o hospital da cidade, mas, em razão da gravidade dos ferimentos transferido para uma unidade hospitalar de São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.