Polícia | Criminalidade

Sete homicídios na primeira semana deste mês na Grande Ilha

Um dos últimos casos ocorreu na segunda-feira, 7, no bairro Divinéia; somente no dia 4 ocorreram quatro crimes
08/06/2021
Sete homicídios na primeira semana deste mês na Grande Ilha. (Divulgação)

São Luís - Sete homicídios dolosos ocorreram durante a primeira semana deste mês na Grande Ilha e somente no último dia 4 foram registradas quatro mortes no decorrer do período da noite, segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP). Um dos últimos casos foi registrado na madrugada de segunda-feira, 7, no bairro da Divinéia e teve como vítima Rennan Santos Oliveira, de 29 anos.

A polícia informou que a vítima estava ingerindo bebida alcoólica na companhia de colegas em um bar da Divinéia. Em um determinado momento, Rennan Oliveira teria se desentendido com um homem, identificado como Bido, que reside nessa localidade.

Durante a briga, Bido desferiu um golpe de faca no tórax da vítima. De acordo com a polícia, o suspeito fugiu do local, enquanto, Rennan Oliveira foi levado pelos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Socorrão I, localizado na área do centro, mas, morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico.

Ainda de acordo com a polícia, os populares revoltados com a situação foram até a casa do suspeito e atearam fogo no local. Guarnições da Polícia Militar e bombeiros militares foram acionados. O caso está sendo investigado pela equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), mas, até o começo da tarde de ontem não tinha registro de prisão do suspeito.

Dia violento
A sexta-feira, 4, está considerada até o momento como sendo o dia mais violento deste mês e ocorreram quatro homicídios dolosos. As vítimas foram Emanoel Araújo Souza, 15 anos, no Bom Jardim; Samuel Zamont Ferreira Santos, de 24 anos, na Forquilha; Pedro Ribeiro dos Reis, de 18 anos; Gabriel Ribeiro dos Reis, de 15 anos; ambos na Vila Conceição, área do Coroadinho.

No domingo, 6, a polícia registrou mais um homicídio na área do Coroadinho e teve como vítima Marcelino Ribeiro Neto, de 23 anos. No dia primeiro deste mês ocorreu o assassinato de Yogles dos Santos Martins, de 21 anos, na Vila São Luís, em São José de Ribamar.

De acordo com a polícia, a vítima foi abordada nas proximidades de sua residência por dois homens, não identificados, que fugiram em uma motocicleta, de marca e placa não identificadas. Yogles Martins foi alvejado nas costas e na cabeça.

Os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estiveram no local e constataram a morte da vítima. O corpo de Yogles Martins foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para ser autopsiado e, logo após, liberado para os familiares. O caso está sendo investigado como homicídio pela Polícia Civil.

Execução
A equipe da Delegacia Regional de Viana até o começo da tarde de ontem não tinha efetuado a prisão de uma dupla criminosa suspeita de ter executado Marcelo Cardoso Mendonça, de 25 anos. Segundo a polícia, o crime ocorreu na noite do último domingo, 6, em plena via do bairro Sacoã, na cidade de Viana. A vítima levou cinco tiros na cabeça e os criminosos fugiram em uma motocicleta bros vermelha, de placa não identificada, em direção ao município de Vitória do Mearim. Há informações que a vítima teria ligação com facções criminosas, mas, está sendo investigado pela polícia.

Também na noite de domingo, 6, três pessoas foram baleadas no bairro do Matadouro, em Pedreiras. As vítimas foram identificadas como Pedro Vitor, Jéssica e Maciel e levadas para o hospital da cidade. A polícia está investigando o caso como tentativa de homicídio e motivada por tráfico de droga

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte