Política | Pandemia

CNM cobra inclusão de prefeitos no Comitê de Enfrentamento à Covid-19

Movimento municipalista cobrou pela coordenação nacional para esforços conjuntos no enfrentamento da pandemia
Gilberto Léda / Da Editoria de Política25/03/2021 às 08h42
CNM cobra inclusão de prefeitos no Comitê de Enfrentamento à Covid-19Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, entre os líderes do Comitê Nacional de Enfrentamento à Covid-19 (Divulgação)

BRASÍLIA - A Confederação Nacional de Municípios (CNM) cobrou ontem, 24, oficialmente, que seja incluída uma representação dos prefeitos no Comitê Nacional de Enfrentamento à Covid-19, criado nesta semana, com a coordenação da Presidência da República.

Segundo a entidade, a instituição do colegiado atende a um pleito dos gestores municipais, divulgado em carta aberta ao presidente da República um dia antes.

Em ofício aos presidentes da República, Jair Bolsonaro, do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira, a CNM pontua que “o processo de união para o combate à Covid-19 não pode prescindir da participação de todos os Entes federados”, destacando o papel da gestão local, na condição de agente mais próximo e capaz de fazer a necessária interlocução com a população.

Anunciado em coletiva de imprensa no Palácio da Alvorada, após reunião dos chefes dos Três Poderes, governadores e ministros, o Comitê terá a coordenação da Presidência da República e do Ministério da Saúde. Segundo informações do Senado, caberá ao Supremo Tribunal Federal (STF) orientar o grupo para evitar judicialização de medidas. Na ocasião, não houve participação dos Municípios.

Nesse cenário, a Confederação aponta, no documento enviado, que é fundamental a representação de prefeitas e prefeitos para que “se concretizem as políticas públicas emergenciais que o momento dramático exige”. Tais como: vacinação em massa, monitoramento de insumos hospitalares, articulação de plantas industriais e medidas restritivas e de comunicação educativo sanitária.

Assim como o movimento municipalista cobrou pela coordenação nacional para esforços conjuntos no enfrentamento da pandemia, a entidade lembra que a resposta precisa da articulação de todos os níveis de governo. Por isso, a CNM - que representa todos os Municípios brasileiros e possui mais de 90% desses filiados - se colocou à disposição e solicitou sua inclusão no Comitê Nacional de Enfrentamento à Covid-19.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte