Eleições 2020

"Laranjas" podem ter atuado nas eleições de Bom Jesus das Selvas

Movimentações financeiras foram identificadas em campanhas onde os próprios candidatos não votaram em si mesmos

José Linhares Jr / Da Editoria de Política

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h17
O uso de candidaturas para desvios de recursos ficu popularmente conhecido no Brasil como "laranjal".
O uso de candidaturas para desvios de recursos ficu popularmente conhecido no Brasil como "laranjal". (Laranjas)

BOM JESUS DAS SELVAS - O Ministério Público investiga a possibilidade do uso de candidaturas laranjas em Bom Jesus das Selvas. Os 14 candidatos do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) que disputaram as eleições deste ano tiveram apenas 25 votos. A suspeita foi potencializada pelo fato de muitos candidatos que não tiveram nenhum voto realizarem transações financeiras.

Entre os casos estão os de Ludmylla Sousa Almeida e Stephanne Andrade Sousa. Nem mesmo as próprias candidata votaram em si mesmas nas eleições de outubro. Apesar disso, ambas fizeram doações para as próprias campanhas. Além de ter a mesma votação, as duas também doaram absolutamente a mesma quantia para si mesmas. Os dados estão disponíveis no site do TSE.

Também recaem suspeitas sobre as candidaturas de Antônio da Conceição, Aldo Mendes de Paula, Marcônio Rodrigues dos Santos Gomes, Francinaldo da Silva Sampaio, Francisco Reis da Conceição Silva, Gildásio Soares Siva, Hagamenon dos Reis Moura, Antônio de Freitas Filho, Ernando Silva Barbosa, Jânio Soares Abreu e Rosa Maria Mendes Nunes. Todos membros da chapa do PRTB que disputou as eleições proporcionais em Bom Jesus das Selvas.

O Ministério Público Eleitoral fez um levantamento preliminar que identificou votação insignificante ou zerada paralelamente a doações estranhas. O procedimento está sob a responsabilidade do promotor eleitoral José Frazão Sá Menezes Neto.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.