Direito jurídico

Mulher tem direito à voz: Lei Maria da Penha completa 14 anos

Lei é um marco no enfrentamento da violência contra a mulher, mas, total de casos continua alto no estado; somente neste ano, houve o registro de 33 feminicídios e tramitam um total de 4.997 MPUs

Ismael Araújo / O estado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h19
.
.

“Após essa lei, a mulher foi amparada de forma jurídica, mas, ainda há mulheres que sentem medo de denunciar o seu agressor”.
Jaqueline França, 20 anos – vendedora

.
.

“A mulher hoje se sente amparada e conhecemos os nossos direitos e temos um local específico para fazer denúncias”.
Klésia Karoline Costa, 21 anos – universitária

.
.

“A lei foi um marco no combate a essa problemática, mas, ainda é comum encontrar mulheres com receio de denunciar o seu agressor, que na maioria das vezes, é uma pessoa de casa”
Laine Ribeiro, 27 anos – doméstica

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.