Habitação

Governo Federal entrega 256 moradias em São Luís

O empreendimento a ser inaugurado na capital maranhense é o maior do pacote de obras e contempla 256 famílias que antes habitavam palafitas

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h19
Residencial José Chagas é uma obra do Governo Federal
Residencial José Chagas é uma obra do Governo Federal (residencial josé chagas)

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) está entregando 256 unidades habitacionais no Maranhão. As residências vão beneficiar centenas de famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. O investimento faz parte de um pacote de obras do Governo Federal para a construção das moradias em Sebastianópolis do Sul (SP), Turiúba (SP) e São Luís (MA) e totalizou R$ 25,8 milhões.

“Por orientação do presidente Bolsonaro, estamos reunindo todos os esforços para dar continuidade às obras que atendem famílias de baixa renda, que são as que mais precisam. Dessa forma, estamos realizando sonhos e promovendo qualidade de vida à população”, afirmou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Ilhinha

O maior número de moradias entregues é no Residencial José Chagas, em São Luís (MA). São 256 apartamentos para famílias que, anteriormente, moravam em palafitas próximas ao empreendimento, localizado no bairro Ilhinha. O condomínio, com vista para a área de confluência entre o Rio Anil e o Oceano Atlântico, possui oito blocos. Cada unidade, avaliada em aproximadamente R$ 70 mil, tem 45,2 m² distribuídos por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O local conta ainda com parque infantil, salão de festas e churrasqueira. Foram investidos R$ 17,1 milhões pelo Governo Federal.

No estado de São Paulo, famílias de baixa renda em Sebastianópolis do Sul estão recebendo 45 residências, cada uma com 48,81 m².

São dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço – o espaço pode ser adaptado para pessoas com deficiência. As casas estão avaliadas em aproximadamente R$ 90 mil. O investimento da União nas obras foi de R$ 3 milhões. Os beneficiários poderão contar com creche, escola e postos de saúde e segurança nas proximidades.

Já no município de Turiúba, 86 famílias estão tendo acesso às chaves nesta semana. As residências têm kits para geração de energia fotovoltaica e sistema de aquecimento solar, possuem 48,81 m² e contam com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O MDR repassou mais de R$ 5,7 milhões para a construção do Residencial Turiúba G.

Os três empreendimentos contam com redes de água, esgoto e energia elétrica, pavimentação, urbanização e transporte público.

Investimentos

Neste ano, o Ministério do Desenvolvimento Regional já investiu mais de R$ 1,1 bilhão do Orçamento Geral da União no programa de habitação popular. Do total, R$ 847 milhões foram destinados à continuidade de cerca de 285 mil moradias para atender beneficiários da Faixa 1, que compreende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil.

Também foram entregues 178 mil residências do programa até o fim de junho. Destas, 22 mil para famílias que mais precisam. Além disso, mais de 172 mil unidades habitacionais foram contratadas para as Faixas 1,5; 2; e 3 – financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.