Luz e cor

Cores neon, brilhos e muita pedraria são tendências para o Carnaval

Reconhecida pelas múltiplas possibilidades de expressão, a folia é uma oportunidade para ousar; confira dicas e prepare-se para a época mais alegre do ano

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h21

[e-s001]Basta o ano iniciar para surgirem as prévias da maior festa popular do país, o Carnaval, e alegrar as ruas da cidade com foliões coloridos dos pés à cabeça. Reconhecida pelas múltiplas possibilidades de expressão, a festa é uma oportunidade para ousar com maquiagens, repletas de cor, brilho e até pedrarias, tendências para 2020, capazes de deixar a indumentária ainda mais exuberante e exclusiva. Para escolher a melhor make e arrasar nos bloquinhos, nada melhor que acompanhar as dicas de quem entende do assunto.

É de conhecimento geral que o pozinho brilhante é parte fundamental do universo carnavalesco, mas, a cada ano, novos adereços e componentes da maquiagem são somados ao glitter e suas variações para reinventar a produção dos brincantes mais animados. Com o Carnaval batendo na porta (neste fim de semana), está mais do que na hora de escolher as makes
carnavalescas que, por si só, servem de fantasia para os foliões.
[e-s001]
Passar despercebido nesta época do ano não é intenção de ninguém, por isso, além do brilho, que pode ser usado no rosto e no corpo, as tendências da maquiagem trazem cores neon em sobras, batons e delineadores e aplicações com pedrarias, strass e pérolas, para quem curte produções mais exuberantes. Seja de dia ou à noite, a aposta é caprichar no colorido e, de acordo com a maquiadora Priscilla Villardo não há regra na hora de criar a maquiagem para o Carnaval.

“A proposta depende muito do tipo de pele e qual evento de Carnaval a pessoa vai. Se for bloquinho de rua, onde a agitação é grande e as temperaturas mais altas, o ideal é optar por makes leves. Para eventos mais sofisticados, uma produção mais elaborada, com produtos de duração mais prolongadas são ideais. Mas, de modo geral, o legal é usar a criatividade, principalmente porque a festa possibilita ousar, então não há uma regra de maquiagem para quem vai curtir o carnaval, dá para se inspirar nas tendências e fazer algo mais personalizado”, explicou a profissional, que há 12 anos atua como maquiadora.
[e-s001]
Apesar da descontração da festa, também é preciso tomar precauções para garantir que a beleza da pele permaneça sem a make. Entre os cuidados, o uso de protetor solar é o primordial, principalmente para quem opta pelas aplicações, capazes de marcar a pele exposta ao sol. Outra dica é retirar todos os produtos e evitar dormir com a maquiagem no rosto, como contou Villardo.

“A higienização do rosto após o evento é um passo imprescindível, pois permite a respiração da pele por meio dos poros. É uma etapa que deve ser levada a sério em qualquer época do ano, pois evita o envelhecimento precoce da pele e até o surgimento de acnes ou alergias, além de manter o rosto mais bonito e preparado para os demais dias de festa”, frisou.

Além do universo feminino
Já passou do tempo em que maquiagem era item de beleza presente apenas nas penteadeiras de mulheres. Atualmente é cada ver mais comum ver homens – de diversas idades – usando maquiagens, desde as mais básicas às mais elaboradas.

No Carnaval, as opções são ainda mais vastas e capazes de agradar dos mais tímidos aos mais ousados. Glitter na barba, rosto e cabelo, assim como maquiagens mais artísticas, como rosto de animais, que podem ser complementadas com adereços de fantasias.

[e-s001]Para durar o dia inteiro
Mesmo no calor e agitação, é possível fazer com que a maquiagem tenha maior duração. Para que a make aguente a folia, o indicado é passar um primer antes de começar, de fato, a aplicação da maquiagem, pois o creme ajuda a fixar melhor os produtos e fazer com que durem por muito mais tempo. Outra sugestão é aplicar um fixador de maquiagem e usar pó translúcido, que também pode ajudar na fixação. Para os mais exigentes, escolher bases e batons de longa duração é o ideal.

“Para festas como o Carnaval, onde a diversão é a prioridade, uma boa opção são as maquiagens à prova d’água, que oferecem maior durabilidade às makes. Pode suar, pegar chuva e os produtos não derretem ou craquelam, deixando o folião mais tranquilo e à vontade para curtir a festa”, destacou Priscilla Villardo.

Glitter x Meio Ambiente

Você decide cobrir o seu corpo de brilho e não há mais espaço para outra coisa na pele durante o Carnaval que não seja glitter. É um caminho sem volta. A festa é tão boa que você chega em casa um verdadeiro arco-íris, afinal, quanto mais colorido melhor.
Apesar da beleza que proporcionam, o material convencional representa um risco ao meio ambiente, isso porque as pequenas partículas que enfeitam os foliões são feitas de plástico e alumínio. Ao ser descartado, o glitter escorre pelos ralos da casa de cada folião. Por ter até cinco milímetros de diâmetro, o microplástico não consegue ser filtrado e cai nos oceanos.
Eles entram para a cadeia alimentar ao serem ingeridos por peixes e até por humanos. De acordo com um estudo publicado em 2015, existem entre 15 e 51 trilhões de micropartículas nos mares que afetam a fauna marinha atualmente.
Justamente por causa dos impactos causados pelo produto, os carnavalescos mais engajados com a causa ambiental têm evitado seu uso.
Mas sabia que esse apetrecho indispensável da folia pode ser substituído por uma versão eco-friendly? Para quem não sabe, existe no mercado uma série de purpurinas fabricadas de materiais ecológicos, são chamadas popularmente de 'bioglitters'. Visando substituir as pequenas partículas de plástico da sua antiga composição, essas novas versões são produzidas a partir de um material chamado 'mica', que nada mais é que uma substância biodegradável e antipoluente.
E se existe maneira saudável de não agredir o ecossistema, porque não utilizar produtos que fazem a conexão entre diversão, folia e preservação ambiental? Algumas marcas eco-friendly brasileiras optaram por produzir e vender glitter biodegradável, que custam entre R$ 4 e R$ 55 (também tem opções de pacote), na internet e em lojas físicas espalhadas pelo país, mas, para quem não tem acesso às empresas e leva jeito para seguir tutoriais, tem a opção de produzir seu próprio glitter com produtos que todo mundo tem em casa.

Como preparar o seu bioglitter em casa? Teste esta receita
Passo 1: Escolha a sua base

Pode ser feita com pó de gelatina incolor (encontrado em supermercados), mas se preferir uma opção vegana teste o pó de ágar-ágar, também conhecido como gelatina vegetal (vendido em lojas de produtos naturais).
Passo 2: Misture
Faça uma pasta do pó com os corantes de sua preferência. Opte por compostos biodegradáveis como pó de beterraba, cúrcuma, spirulina e urucum. Se quiser um efeito mais brilhoso, adicione o pó de mica, um mineral natural.
Passo 3: Deixe secar
Espalhe a pasta em uma camada fina sob um tapete de silicone. Deixe secar integralmente. Isso pode durar até 36 horas.
Passo 4: Triture
Com a pasta completamente seca, triture em um mixer (processador menor) para ter o efeito da purpurina.

Dicas para evitar que o seu glitter polua os oceanos
Se você ama usar o brilhinho na folia, evite retirá-lo com água. O ideal é usar algum óleo ou creme na pele, limpá-la bem com um algodão e só depois ir para o chuveiro. Assim você evita que as micropartículas de plástico entrem na corrente de água.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.