Política | Mudanças

Quatro secretários de Edivaldo Holanda Jr devem deixar cargos para disputar eleições

Situação tornará inevitável a realização de uma reforma administrativa nos quadros da Prefeitura
José Linhares Jr04/02/2020 às 12h42
Quatro secretários de Edivaldo Holanda Jr devem deixar cargos para disputar eleiçõesCanindé Barros está entre os secretários que devem deixar a Prefeitura para disputar as eleições (Reprodução)

Tudo indica que o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr, será obrigado a fazer uma minirreforma administrativa no início do mês de junho. A atitude será forçada pela saída de quatro secretários no prazo estipulado pela justiça eleitoral.

Devem deixar as secretarias Canindé Barros (Trânsito e Transportes), Nonato Chocolate (Agricultura e Abastecimento), Marlon Botão (Cultura) e Romeo Amin (Esportes e Lazer).

Dos quatro, apenas o Canindé Barros tem futuro partidário indefinido. Nonato Chocolate e Marlon Botão devem disputar a eleição pelo Partido dos Trabalhadores. Já Romeo Amin é filiado ao PCdoB.

Em contato com O Estado, o secretário Canindé Barros afirmou que há a predisposição de disputar as eleições. Contudo, a decisão final caberá ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr. “Já tive algumas conversas com o prefeito e deixei nas mãos dele a decisão sobre esse meu projeto. Nas próximas semanas iremos nos reunir e eu tenho a convicção de que ele irá dar o aval para a candidatura”, disse.

Ao contrário de Canindé Barros, Nonato Chocolate dá como garantida sua condição de candidato pelo PT à Câmara de Vereadores. “É uma determinação do partido e do ex-presidente Lula o lançamento de candidaturas que sejam identificadas com o PT. Temos trabalho pela cidade na secretaria ao longo dos últimos anos e, além da disposição partidária, também iremos atender a um chamado da população”, disse Chocolate.

Romeo Amin, que é filiado ao PCdoB, também garante que irá candidatar-se nas eleições de outubro. Em 2016 o atual secretário de esportes obteve uma votação expressiva, chegando a 4016 votos em toda a cidade. Para Romeo Amin, a decisão de sair mais uma vez é de respeito ao eleitorado. “Tivemos uma boa votação na eleição passada. Pessoas que acreditaram em nossas propostas e que nos cobram mais uma tentativa. Dessa forma, iremos disputar a eleição sim”, disse.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte