Regina Souza - jornalista

Cobrindo uma história de solidariedade com emoção

Jornalista, ao lado do cinegrafista Ubiratan Chagas, está no Rio de Janeiro para mais uma nobre missão de cobrir os bastidores do "Criança Esperança"

Nelson Melo, de O Estado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23
Regina Souza, ao lado do cinegrafista Ubiratan Chagas
Regina Souza, ao lado do cinegrafista Ubiratan Chagas

SÃO LUÍS - Histórias de superação, de solidariedade, de amor ao próximo sempre emocionam. O sentimento se torna mais intenso quando a narração é feita por alguém que de fato sabe contar esses relatos. É o caso da jornalista Regina Souza, que, pelo segundo ano consecutivo, fará a cobertura, pela TV Mirante, do “Criança Esperança”, que há mais de três décadas atua ajudando crianças e adolescentes a alcançarem seus sonhos em todo o país. A repórter, ao lado do cinegrafista Ubiratan Chagas, está no Rio de Janeiro para mais uma nobre missão de divulgar o evento, que terá seu ápice neste sábado, 17.

Nascida em Peri-Mirim e criada em Pinheiro, na Baixada Maranhense, Regina chegou a São Luís aos 14 anos. Em 1995, ela começou a sua carreira como jornalista na TV Difusora. Com sua forma peculiar de contar histórias, conquistou o telespectador. Na TV Mirante, ela começou em 1999, dando continuidade ao trabalho com extraordinária habilidade narrativa.

Com a cobertura do “Criança Esperança”, Regina Souza disse ter se sentido mais realizada ainda nessa trajetória de esforço, dedicação, responsabilidade e competência. “De uma certa forma, esse projeto gera oportunidades para que essas crianças e adolescentes possam se encontrar, possam enxergar outras possibilidades na vida. O emocionante de participar desse projeto é ver a grande mobilização, é entender que, para que os jovens sejam ajudados, é preciso que muitas pessoas deem as mãos para fortalecer a corrente do bem”, expressou a jornalista.

Campanha

A repórter frisou que é o segundo ano que vai cobrir o “Criança Esperança” ao lado do cinegrafista Ubiratan Chagas, no Rio de Janeiro (nos Estúdios Globo). “O projeto surgiu como uma grande campanha para ajudar as vítimas da seca no Nordeste e depois se transformou num projeto de ajuda a projetos sociais que trabalham com crianças e jovens. Nesses 34 anos do ‘Criança Esperança’, o projeto já beneficiou quase 5 milhões de crianças e adolescentes na área educacional, esportiva, cultural”, explicou a jornalista da TV Mirante.

Com uma vasta experiência no jornalismo, Regina Souza construiu sua carreira com muita luta e sempre aprimorando suas qualidades profissionais. Ela deixou claro que o sucesso acontece quando a pessoa se sente feliz naquilo que faz e que sua carreira é o resultado desse pensamento otimista.

“Eu amo o que faço. Eu sou feliz com o que faço. Quando fui chamada para integrar o time de repórteres da TV Mirante, fiquei surpresa. Isso me tocou e me realizou muito profissionalmente. Qual profissional não sonha em um dia trabalhar em uma afiliada da Rede Globo?”, frisou a repórter.

Em outubro, ela vai completar 20 anos na TV Mirante, em uma carreira de empenho e aperfeiçoamento. E sempre reconhecendo que não trabalha para competir com ninguém no que se refere ao grau de competência. “Eu não digo que sou a melhor, que sou fantástica, mas eu sou alguém que todos os dias se esforça para fazer o meu melhor, não melhor do que os outros. As pessoas gostam do que eu faço e eu consegui levar a notícia, a informação de uma forma que as pessoas entendem o que estou falando”, salientou a jornalista.

“Uma vez, uma senhora me falou o seguinte: ‘Eu gosto da forma como você conta histórias, de como faz suas matérias. Suas histórias têm começo, meio e fim’. Eu sou uma contadora de histórias. Gosto de contar histórias de vida das pessoas, de superação, de amor, de solidariedade, como esta, do ‘Criança Esperança’. Tudo isso me fortalece profissionalmente e me emociona muito”, comentou Regina Souza.

A jornalista Regina Souza com Renato Aragão em registro para as redes sociais da TV Mirante
A jornalista Regina Souza com Renato Aragão em registro para as redes sociais da TV Mirante

Grande encontro

Ela também relembrou quando entrevistou Renato Aragão, o grande idealizador do projeto “Criança Esperança”.

A jornalista recordou que perguntou ao eterno “Didi” o que ele, em todos esses anos do projeto, considerava que de fato valeu a pena quando olha para trás. “Os olhos dele se encheram de lágrimas. Ele disse: ‘O que valeu a pena é saber que a gente ajudou tirar essas crianças de situação de vulnerabilidade’”, contou a repórter.

Este ano, houve um reencontro e ela fez uma chamada na rede social com o Trapalhão. Ele fez um convite direto aos maranhenses para que doem e contribuam com as ações do projeto. A jornalista, ao lado dele, aplaude.

E, assim, Regina Souza se consolida no jornalismo como uma mulher que aproveitou as oportunidades e conquistou seu espaço, sempre reconhecendo que sua capacidade é comprovada a cada reportagem em um trabalho realizado em equipe.

Saiba Mais

Apoio

O “Criança Esperança” da Rede Globo, com apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), apoiará este ano dois projetos em São Luís, capitaneados pelo Centro Educacional e Profissional do Coroadinho (CEPC) e pelo Centro Cultural Mandingueiros do Amanhã.
A influenciadora digital maranhense Thaynara OG é uma das mobilizadoras da ação, que reúne nomes que vão de Anitta a Suzana Vieira.


Show

O show do "Criança Esperança" é uma aração à parte. Segundo informações da Rede Globo, a cantora Anitta, 26, fará um dueto com Gilberto Gil, 77. A canção escolhida foi "Palco", sucesso lançado pelo cantor brasileiro no início da década de 80.

Além deles, outros artistas foram confirmados, como Michel Teló com Elba Ramalho, Iza com Karol Conká, Thiaguinho com Péricles, Sandy e Junior e Ivete Sangalo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.