Geral | Reintengração

Programa para substituir Mais Médicos contará com cubanos

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deve apresentar novo programa ao presidente Jair Bolsonaro até o final do mês; o Mais Médicos conta com cerca de 16 mil profissionais, dos quais 1.800 são cubanos que permaneceram no país
11/07/2019

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), deve apresentar até o final deste mês ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) um novo programa para substituir o Mais Médicos. Em agosto, o governo pretende editar uma medida provisória para fazer as mudanças. A ideia é reincorporar temporariamente os médicos cubanos que permaneceram no Brasil e criar novas regras de distribuição dos profissionais para atender regiões remotas do país.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte