INFRAÇÕES

Infrações de trânsito ultrapassaram 30 mil

Dados referentes ao primeiro bimestre de 2019, em São Luís, apontam que somente as infrações referentes a atitudes arriscadas somaram 23.348

Monalisa Benavenuto / O Estado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h25
Multas  geradas por infrações de trânsito somaram 30 mil  no primeiro bimestre
Multas geradas por infrações de trânsito somaram 30 mil no primeiro bimestre (infrações)

Mais de 30 mil infrações de trânsito foram registradas neste ano, em São Luís, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA). Ocorrências que oferecem risco à sociedade, como excesso de velocidade, o não uso de cinto de segurança, manobras perigosas, uso de celular ao volante e direção sob efeito de álcool somam 77% das autuações. Realidade tende a ser ainda mais preocupante, uma vez que os dados apresentados pelo Detran-MA referem-se, apenas, ao primeiro bimestre de 2019. As atualizações de infrações referentes aos meses de março e abril, estarão disponíveis até o dia 10.

No total, 30.284 infrações foram registradas pelos órgãos competentes na capital maranhense. Destas, pelo menos 23.348 referem-se a atitudes que oferecem risco tanto ao condutor e ocupantes do veículo quanto aos pedestres e demais integrantes do trânsito da cidade. Multas ocasionadas por excesso de velocidade são predominantes e representam cerca de 70% de todas as infrações, com 21.207 ocorrências registradas durante os meses de janeiro e fevereiro deste ano. No entanto, apresentaram redução de 51% em relação ao mesmo período de 2018.

Transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil, em rodovias, vias de trânsito rápido, vias arteriais e demais vias caracteriza infração, de acordo com o Art. 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A ação, conforme o Art. 311 do mesmo código, pode configurar, ainda, crime de trânsito, quando ocorrida próximo a escolas, hospitais, estações de embarque e desembarque de passageiros, lugares estreitos ou em locais com grande movimentação ou concentração de pessoas, sujeito a detenção de seis meses a um ano ou aplicação de multa.

Deixar de usar o cinto de segurança é a segunda infração arriscada mais recorrente na capital, de acordo com o Detran-MA. Foram 852 registros durante o primeiro bimestre, um aumento de 89% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando 450 multas desta natureza foram aplicadas. Indispensável para a segurança, o uso do cinto de segurança reduz em 45% o risco de morte em caso de acidentes – no banco da frente – e em até 75% quando utilizado adequadamente no banco traseiro, conforme uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

A infração consta no Art. 167 do CTB, em referência ao Art. 65, que determina que “é obrigatório o uso do cinto de segurança para condutor e passageiros em todas as vias do território nacional”, tendo como exceções situações regulamentadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Conatran). Em caso de descumprimento, o condutor pode ser multado e o veículo retido até que o infrator coloque o dispositivo.

Direção perigosa
Somadas, as infrações referentes à direção perigosa atingiram 839 ocorrências registradas nos dois primeiros meses do ano, ocupando o terceiro lugar no ranking de infrações de risco. Imprudências como avançar o sinal vermelho, dirigir na contramão, realizar retornos irregulares e conduzir veículo sobre calçadas e passeio público aumentaram cerca de 20% em comparação a janeiro e fevereiro de 2018, colocando em risco condutores e passageiros de outros veículos e, principalmente, aos pedestres, devido à sua maior vulnerabilidade.

O uso de celular foi responsável por 426 infrações. Embora pareça uma atitude inofensiva, para muitos desviar o olhar para responder uma mensagem à velocidade de 80 km/h equivale a dirigir a extensão de um campo de futebol inteiro com os olhos fechados, conforme um estudo feito pelo Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi). A pesquisa apontou que alguns motoristas chegam a ficar até 4,5 segundos sem atentar ao trânsito enquanto interagem em alguma rede social.

Desse modo, abrir o Facebook à velocidade de 50 km/h é o mesmo que deixar o carro “dirigir sozinho” por uma extensão equivalente a 12 veículos populares enfileirados. A pesquisa também cita o Instagram e demonstra que o simples fato de carregar a rede social à velocidade de 50 km/h representa percorrer a extensão de duas carretas enfileiradas com os olhos fechados.

Houve, também, o registro de 24 por direção sob efeito de álcool, atitude que, de acordo com o Art. 165 do CTB corresponde a infração gravíssima passível de multa e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além de medida administrativa, que pode acarretar no recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo. Em caso de reincidência no período de até um ano, a punição é dobrada.

Ações
Questionada sobre a realidade preocupante da capital, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informou que desenvolve ações para prevenção de acidentes, por meio de campanhas de educação para o trânsito, e atua de forma incisiva com equipes de agentes em locais e horários de grande potencial de risco, orientando o trânsito, bem como autuando, conforme o Código do Trânsito Brasileiro (CTB). A SMTT ressaltou que também realiza a implantação de sinalizações horizontais, verticais e eletrônicas nas vias da cidade, visando garantir segurança para motoristas e pedestres.

O Detran, por sua vez, afirmou que tem trabalhado intensamente com ações permanentes, por meio da Coordenadoria de Educação para o Trânsito, para levar a educação para o trânsito aos maranhenses durante todo o ano. Ações e projetos como “Se Liga na Via” e “Direção Certa Mais que um papo de bar” buscam conscientizar os condutores para os riscos de acidentes de trânsito causados pela mistura de álcool e direção. Além disso, informou que são realizadas ações em faixas de pedestres, empresas e escolas e, durante o Maio Amarelo, as ações estão sendo intensificadas em todo o estado. O Departamento informou ainda que, as atualizações de infrações referentes aos meses de março e abril, estarão disponíveis até a sexta-feira (10).

SAIBA MAIS

No trânsito

- É imprescindível o uso de cinto de segurança;
- Não ultrapassar os limites de velocidade estabelecidos para a via;
- Não realizar ultrapassagens ou retornos em locais indevidos;
- Uso de celular apenas com o veículo parado;
- Se beber, não dirija

Números

30.284 foi o número de infrações registrado durante o primeiro bimestre de 2019
21.207 infrações relacionadas a excesso de velocidade
852 referentes ao não uso de cinto de segurança
839 por direção perigosa
426 relacionadas ao uso de celular ao volante
24 infrações por direção associada à ingestão de álcool

Importante

Maio Amarelo

A campanha foi lançada em 2010 pelas Organizações das Nações Unidas (ONU), que definiu o período entre 2011 a 2020, a Década de Ações para a Segurança no Trânsito. O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o poder público e a sociedade civil para colocar em pauta o tema segurança nas mais diferentes esferas. A proposta é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações que o mundo inteiro realiza. A escola da cor para o movimento é que o amarelo simboliza atenção e também a sinalização e advertência no trânsito.

De acordo com o Observatório, os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.