PREVENÇÃO

Projeto orienta estudantes sobre cuidados de segurança nas praias

“Guarda-vidas nas Escolas” leva oficiais do Batalhão de Bombeiros Marítimos (BBMar) a instituições de ensino fundamental; objetivo é orientar mais de 2 mil crianças ao longo do ano, para evitar acidentes na orla da ilha

MONALISA BENAVENUTO / O ESTADO

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h25
Atividade desenvolvida pelo Corpo de Bombeiros em escolas tem objetivo preventivo e orientador a crianças
Atividade desenvolvida pelo Corpo de Bombeiros em escolas tem objetivo preventivo e orientador a crianças (Guarda-vidas)

As praias da Região Metropolitana de São Luís são os locais mais procurados da cidade para o lazer em família. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados para evitar afogamentos, uma vez que a orla possui variação de marés, tidas co­mo uma das mais altas do mundo e registra, em média, dois casos de afogamentos por ano. Diante desta realidade e com o objetivo de zerar esta estatística, o projeto “Guarda-Vidas nas Escolas”, recém-lançado pelo Batalhão de Bombeiros Marítimos (BBMar), leva palestras a alunos de 8 a 12 anos, da rede pública e privada de ensino com orientações sobre os cuidados necessários para que a diversão não tenha finais trágicos. Na manhã de ontem (28), as atividades foram realizadas em São José de Ribamar.

Localizada no bairro Boa Vista, a Escola Municipal João Gonçalves da Silva foi a primeira unidade pública contemplada pelo projeto. Para o diretor Orlando Galdiano, a ação é essencial para que os alunos conheçam as corporações que integram o Estado e, além disso, saibam como de­vem agir para evitar acidentes durante o passeio nas praias da cidade.

“Nós trabalhamos hoje em um horário em que seria ministrada aula de geografia, e os componentes desta aula seriam focados nas instituições que integram o Estado. Então, coincidiu com o fato de que uma das estruturas estatais estaria aqui com eles e acabou tornando o aprendizado mais dinâmico, sem contar com o objetivo preventivo do projeto, que repassa cuidados para a segurança das crianças e seus familiares”, ressaltou.

Prevenção
O major Munilso Ferreira, comandante do BBMar e responsável pelo projeto, explicou em que consiste a ação e destacou o objetivo do “Guar­da-vidas nas Escolas”, chamando atenção para a disseminação das informações, uma vez que, ao repassar os ensinamentos a seus pais e demais integrantes familiares, os alunos se tornam multiplicadores e atuam positivamente para que estatísticas relacionadas a afogamentos em praias reduzam cada vez mais até que sejam, possivelmente, zeradas.

“O ‘Guarda-Vidas nas Escolas’ representa uma mudança de paradigmas: tira-se o foco do combate ao afogamento e passa-se a uma etapa anterior, que é justamente evitar que as pessoas se coloquem em uma situação de risco. O projeto é voltado para o público infantil, em uma palestra de 50 minutos, na qual os guarda-vidas passam dicas de segurança às crianças para o momento de lazer, como a exigência de supervisão de um adulto para o banho no mar e não realizar competições durante o banho, por exemplo”, esclareceu.

O comandante destacou ainda que o projeto não visa preparar os alunos para salvamentos, mas, sim, orientar para que atitudes que ofereçam perigo sejam evitadas. “Todas as praias de São Luís são asseguradas por guar­da-vidas. Então, quando a criança se deparar com uma situação de afogamento, não deve tentar salvar a pessoa em risco, pois é esta conduta que, normalmente, gera casos de afogamentos múltiplos. A conduta correta é acionar um oficial ou ligar para o 193, o número de emergência do Corpo de Bombeiros”, frisou.

Para a aluna do 8º ano Isabely Cardoso, de 13 anos, que gosta de aproveitar a praia nos fins de semana e período de férias, a palestra foi proveitosa e surtiu efeitos positivos que serão aplicados nas próximas visitas. “Eu aprendi que a gente tem de avisar às pessoas que não são daqui, que não podemos entrar no mar sozinhos e que, se a gente olhar alguém se afogando, tem que procurar ajuda e, caso não tenha bombeiros por perto, é preciso ligar, porque, se a gente tentar ajudar, pessoalmente, pode acabar se afogando também”, relembrou.

O projeto “Guardas-Vidas na Escola” pretende orientar mais de 2 mil crianças, de escolas públicas e privadas, durante este ano. As atividades são realizadas semanalmente, durante as quintas-feiras pela manhã. Para agendar a visita à escola, os diretores das instituições devem manter contato prévio com o Batalhão de Bombeiros Marítimos por meio dos endereços eletrônicos gbmar@cbm. ma.gov.br ou gbmar.cbmma@hotmail.com e por telefone, (98) 1212-1532 ou 3268-0862.

SAIBA MAIS

Dicas para evitar afogamento

O CBM destaca que a praia é um local de lazer, onde é comum as pessoas tendem a diminuir a percepção de risco. As regras para evitar o afogamento são padrões, mas o Major Munilson Ferreira faz questão de usar um jargão que resume bem o principal alerta que o BBMar objetiva passar: “Água no umbigo, sinal de perigo!”, alertou ele, que disse ser o momento dessa percepção o ideal para o banhista recuar para um lugar mais raso e poder aproveitar do seu instante de lazer com segurança. Contudo, pontuou ainda:

–se consumir bebidas alcoólicas, NÃO entre no mar;
–permaneça na água em uma profundidade segura (recomenda-se até a altura do umbigo), uma vez que a orla maranhense possui fortes correntes;
–dê 100% de atenção às crianças. A supervisão de um adulto pode evitar um grave acidente;
–ficar em uma área rasa e sob a visão de outras pessoas;
–não superestimar a capacidade de nado e ir além do que o físico comporta;
–crianças devem ser supervisionadas;
–em nenhuma hipótese realizar competição de natação ou apneia (suspensão da respiração em baixo d’água);
–evitar consumir bebidas alcoólicas caso pretenda entrar ao mar;
–Identificar, nas proximidades, a existência do salva-vidas e permaneça próximo a ele.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.