Cidades | Fim da folia em grande estilo

Animação e diversidade de ritmos marcam último dia do Carnaval de São Luís

A festa foi até a madrugada desta quarta-feira de Cinzas. Enquanto teve energia, o público só queria saber de brincar e curtir
Thiago Bastos / O Estado 05/03/2019 às 23h45

Uma festa repleta de cores, luxos e muita animação. Foi desta maneira que o folião de São Luís curtiu e viu as horas finais da festa de momo na cidade. Vários grupos se apresentaram na última noite de programação e arrastaram multidões em vários pontos. No sentimento de quem brincou até as primeiras horas desta quarta-feira de Cinzas, a saudade de quem sabe que o Carnaval vai voltar pra valer só no ano que vem.

Muita gente compareceu no Circuito Beira-Mar para acompanhar as apresentações. Uma das principais atrações foi a cantora Vanessa da Mata que cantou sucessos e adaptou os hits mais conhecidos da folia ao seu toque musical ao lado de Flávia Bittencourt. Outros grupos também literalmente obrigaram o público a “tirar o pé do chão”, como o Bloco Mixiricu. A “brincadeira” misturou as mais conhecidas do carnaval de rua com canções de seu repertório.

Na passagem do Mixiricu, a dona-de-casa Maria das Dores, que participou de todos os dias da festa na Ilha, não queria saber de outra coisa. “Eu quero é acompanhar o bloco e me esbaldar até o fim da festa”, disse. Ela, que ama carnaval, disse a O Estado que a folia não deveria acabar. “Deveria ser o ano todo para a gente curtir isso aqui que é muito bom”, afirmou.

Milhares de pessoas compareceram ao Circuito Beira-Mar no último dia oficial do carnaval (Foto: Paulo Soares)

Na Madre Deus – berço da cultura – em vários pontos era possível sentir o calor da festa. Sejam blocos de rua, tradicionais, organizados ou grupos de tambor de crioula, a diversidade de apresentações também fez parte da derradeira programação. Na Vila Gracinha, a Banda do Galo levou o público ao delírio com músicas conhecidas do carnaval de rua. “Pra gente, é uma satisfação tocar no que é com certeza uma das melhores festas da nossa querida São Luís”, disse Guilherme Flores, um dos integrantes do grupo.

Foliões se "esbaldaram" na festa na Madre Deus (Foto: Paulo Soares)

Quem curtiu a apresentação também enalteceu o prazer do carnaval de rua. “Esta aqui é a essência da nossa festa. É o povo na rua, curtindo cada momento. Tendo prazer em ser feliz, sem violência e sem briga”, disse o professor Luís Carlos, que participa do carnaval da Madre Deus há mais de vinte anos.

Na Praça da Saudade, a atração principal foi o bloco Os Tremendões, um dos mais conhecidos da capital maranhense. O batuque inconfundível dos instrumentos do grupo marcou o fim da festa. “É absolutamente indescritível o sentimento de participar de uma festa como esta”, disse Marcele, uma das integrantes do grupo.

Pra quem pensa que o carnaval de rua é somente marcado por blocos e bandas, a festa também tem suas peculiaridades. A mistura do tambor africano dos integrantes do Unidos de São Benedito fez o público se mexer conduzido pela cadência das coreiras. “Isso é incrível, ou seja, você ver uma festa aqui na São Luís marcada por esta diversidade de ritmos e cores”, disse a turista de Goiás, Juliana Andrade, que visitou a Ilha pela primeira vez.

No Carnaval, o toque do tambor de crioula também é comum (Foto: Paulo Soares)

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.