Geral | Vala clandestina

Ossada de desaparecido na ditadura é identificada

Anúncio foi feito em Brasília durante Encontro Nacional de Familiares de Desaparecidos Políticos. Sindicalista Aluizio Palhano desapareceu em 1971, durante ditadura militar; DNA permite identificação de 2ª ossada encontrada na vala clandestina de Perus
04/12/2018

BRASÍLIA - Os restos mortais do sindicalista Aluizio Palhano, sequestrado e morto em 1971 durante a Ditadura Militar, foram identificados 47 anos depois do seu desaparecimento. A confirmação veio a partir de um cruzamento genético e foi anunciada ontem (3) durante o I Encontro Nacional de Familiares de Desaparecidos Políticos, em Brasília.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.