Geral | Investigação

Delegado fala sobre morte do pai do Promotor Paulo Roberto

Na manhã desta quarta dois homens invadiram o sítio e mataram o idoso José Bernardino Ramos, de 74 anos, na Travessa Nossa Senhora das Graças, no bairro do Miritiua
O Estado MA, com informações da Mirante AM10/10/2018 às 13h45
Delegado fala sobre morte do pai do Promotor Paulo RobertoDois homens invadiram e mataram o idoso José Bernardino Ramos, de 74 anos, na Travessa Nossa Senhora das Graças. (sítio Miritiua)

SÃO LUÍS – Na manhã desta quarta-feira (10) dois homens invadiram e mataram o idoso José Bernardino Ramos, de 74 anos, na Travessa Nossa Senhora das Graças, no bairro do Miritiua, Região Metropolitana de São Luís. A vítima era pai do promotor de Justiça Paulo Roberto Barbos Ramos.

Os dois homens pularam o muro do sítio e um deles, identificado como Anderson Breno Costa Campos, de 19 anos, acabou travando luta corporal com José Bernardino Ramos. Durante a briga, um dos assaltantes sacou uma arma e atingiu a vítima, José Bernardino Ramos, de 74 anos, e o comparsa dele. O autor dos tiros fugiu e não foi identificado.

Segundo delegado Carlos Alberto Damasceno, José Bernardino tinha um relacionamento com uma mulher que tem ligação com uma facção criminosa que atua em São Luís. O delegado disse que essa é uma das linhas de investigação do caso do pai do promotor.

Ouça a entrevista do delegado Carlos Damasceno ao repórter Domingos Ribeiro, rádio Mirante AM:

Em nota, o Ministério Público do Maranhão informa que está acompanhando as investigações sobre a morte do idoso.

Veja nota na íntegra:

O Ministério Público do Maranhão informa, com pesar, o falecimento do senhor José Bernardino Ramos, vítima de latrocínio, na manhã desta quarta-feira, 10 de outubro. A vítima é pai do promotor de justiça Paulo Roberto Barbosa e sogro da promotora de justiça Márcia Haydèe Porto de Carvalho.

A Segurança Institucional do Ministério Público do Maranhão esteve no local e está acompanhando todas as etapas das investigações. Um dos assaltantes morreu no local do crime. Outros dois suspeitos estão foragidos.

Aos familiares enviamos nossa solidariedade, na esperança de que Deus conforte o coração de todos neste momento de dor.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte