Política | Abuso de poder?

Veículos de empresas com contratos milionários com o Governo são vistas em campanha de Dino

Veículos da Parvi Locadora, Locadora São Luís e Mega Rent a Car são vistos em atos de campanha do comunista; empresas nõa aparecem como prestadora de serviços na prestação de contas de Dino à Justiça Eleitoral
28/09/2018 às 13h25
Veículos de empresas com contratos milionários com o Governo são vistas em campanha de DinoCaminhonete usada na campanha de Flávio Dino não consta na prestação de contas do candidato (Flávio Dino)

Têm sido vistas e causado estranheza, na campanha de Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição pela coligação "Todos pelo Maranhão", caminhonetes caras, comprovadamente pertencentes a empresas cujos donos têm, em contratos com o atual Governo do Estado, mais de R$ 40 milhões, de 2015 até este ano. Esses carros, todavia, não aparecem na prestação de contas do candidato comunista junto à Justiça Eleitoral.

Uma das locadoras contratadas pelo Governo do Estado, a Parvi Locadora LTDA, de Recife, por exemplo, já recebeu pelo menos R$ 18,3 milhões desde o primeiro ano do governo de Flávio Dino, segundo o Portal da Transparência. A caminhonete Hilux, marca Toyota, de placas PCI-3649, de Recife, de propriedade da empresa e plotada com adesivos eleitorais do candidato ao Governo, é comumente dirigida por um policial destacado como segurança da família do governador e diariamente deixa pessoas da família de Dino em um colégio da capital, no Renascença.

Se o veículo estivesse sendo pago dentro do contrato com o Estado, a plotagem com propaganda eleitoral poderia caracterizar crime de abuso de poder. O automóvel, entretanto, não consta entre os carros alugados pela empresa ao governo, apensar de servir à família do Governador.

Nesse caso, o fato é ainda mais grave, pois poderia caracterizar o uso indevido do carro, que estaria sendo cedido, não se sabe o porquê, pelo fornecedor ao cliente.

Duas outras locadoras - Locadora São Luís e Mega Rent a Car - que mantêm contratos com o Estado e fornecem veículos para a frota do governo comunista são do Maranhão. Os contratos, somados, desde 2015 até o momento, totalizam uma quantia de mais de R$ 9 milhões de reais.

Os carros destas locadoras também têm sido vistos, plotados com os respectivos adesivos eleitorais, nas carreatas do candidato Flávio Dino. É o caso dos veículos de placas OXT 1776 (Toyota Hilux de cor prata) e PSL 5763 (Toyota Hilux de cor prata). Nenhuma das duas empresas aparece na prestação de contas de campanha do comunista.

O interessante é que as duas locadoras pertencem aos membros de uma mesma família. A Mega Rent a Car pertence às filhas dos proprietários da Locadora São Luís. As empresas funcionam até no mesmo endereço, na avenida Borborema, no Calhau.

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) deverá ser solicitada pela Coligação “o Maranhão quer mais” a investigar se esses fatos podem configurar suposta “doação” das empresas à campanha eleitoral, o que não seria permitido por lei.

Um dos dois únicos registros de despesas com aluguel de veículos da campanha dinista envolve o nome da Marflex, empresa cujo nome fantasia é Loca Aventura e que já emitiu nota de R$ 12 mil para o comitê financeiro comunista. Curiosamente, a Hilux da Marflex, fotografada em Balsas no dia 14 de setembro, que aparece nas carreatas é a de placas PCJ 8284, que teve como proprietário anterior justamente a Parvi, ou seja, a maior fornecedora de automóveis ao Governo do Estado, com contratos avaliados em mais de R$ 18 milhões.

Mais

A Marflex, aliás, é outro exemplo de confusão societária e familiar com negócios e interesses comuns ao governo e à campanha de reeleição de Flávio Dino. Ela própria (Marflex) não tem contrato algum com o Estado, mas os seus sócios, Eduardo Antonio de Freitas Pelúcio e Thainah Faria Pelúcia Santana, pai e filha, são donos de duas outras empresas, respectivamente Gases e Tintas São Luís LTDA e Oxigênio Nordeste Indústria e Comércio LTDA que juntas já receberam do atual governo R$ 1,8 milhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte