Cidades | Réveillon

Venda de fogos de artifício tem aumento, com festas de Réveillon

Cuidados devem ser redobrados para soltar esses tipos de artefatos, a fim de evitar acidentes graves, muito comuns em seu manuseio no período de festas; Corpo de Bombeiros fiscaliza venda no comércio de São Luís
30/12/2017

SÃO LUÍS - Para algumas pessoas, soltar fogos de artifício no Ano-Novo já é tradição, e a procura está a todo vapor. Este ano, as vendas se mostram maiores que as do ano passado, e lojistas estão obtendo lucro de em média 40%. Quem planeja queimar fogos na festa, rodeado da família e amigos, vai encontrar produtos com preços que vão de R$ 30,00 a R$ 2 mil, no mercado.

Às vésperas de findar o ano, os comerciantes já comemoram as boas vendas, como é o caso de Maria Raimunda Sousa, dona de uma loja no bairro João Paulo. Ela frisa que, desde cedo, muitas pessoas já procuravam os artefatos para a noite de Ano-Novo. “Estou admirada com tamanha procura, e este ano os compradores não estão economizando na hora de adquirir os fogos. Eles querem mesmo é ver a beleza das luzes na noite de passagem de ano”, disse.

Quem aproveitou para comprar os fogos antecipadamente foi Marcos Aurélio Rodrigues. “Eu, minha família e meus amigos gostamos muito de soltar fogos de artifício nesta época. Achamos lindo e gostamos de receber o novo ano com muitas luzes, que, para nós, representa alegria”, destacou.

Cuidados

A queima dos fogos será feita em diversos pontos de São Luís. E os cuidados devem ser redobrados, por causa do perigo de acidentes.

Dessa forma, o Corpo de Bombeiro Militar do Maranhão (CBM) já prepara a Operação de Ano-Novo, que, segundo o comandante do CBM, Célio Roberto, contará com uma equipe grande, a fim de diminuir consideravelmente a possibilidade de acidentes relacionados ao mau uso dos fogos.

Segundo o comandante Célio, devem comercializar fogos de artifício apenas aquelas pessoas que possuem o aval do CBM e do Exército, que acompanha, desde o transporte, até as vendas nos estabelecimentos. O comandante ressaltou que os vendedores que desejam comercializar esses produtos devem ter cuidado, principalmente com o estoque. “O correto é que os vendedores obtenham nas lojas apenas o que será vendido, porque, caso aja algum incêndio, ele não será em grande proporção”, enfatizou o comandante.

SAIBA MAIS

Segundo o comandante Célio Roberto, neste período muitas pessoas não tomam os devidos cuidados ao soltar os fogos, gerando acidentes graves. Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou que os hospitais municipais de urgência e emergência Djalma Marques, Socorrão 1, e Clementino Moura, Socorrão 2, estão preparados para receber pessoas vítimas de queimaduras pelo uso de fogos. A Semus ressaltou que o Socorrão 2 é especialista nesse tipo de ocorrência. A secretaria comunicou ainda que o Hospital Dr. Odorico Amaral de Matos, o Hospital da Criança, também está preparado para atender aos casos dessa natureza que envolvam crianças.

DICAS DE SEGURANÇA

- Não permitir que crianças soltem fogos
- Não soltar fogos alcoolizado
- Soltar apenas em locais abertos, longe de árvores, eletricidade, prédios e aglomerações
- Importante ter uma base para apoiar o rojão, colocando-o longe do rosto

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte