Cidades | Melhorias

Situação do Terminal Rodoviário de São Luís ainda é alvo de protestos

Na sexta-feira, permissionários do espaço realizaram um protesto e interditaram a Avenida dos Franceses. Eles pedem a saída da atual administração da rodoviária
25/06/2017 às 00h00

A situação do Terminal Rodoviário de São Luís, localizado na Avenida dos Franceses, ainda é alvo de crítica por parte das pessoas que trabalham no espaço. A Justiça já determinou a realização de melhorias no espaço por apresentas problemas de segurança. Contudo, os permissionários do local apontaram situações que muitas vezes inviabiliza a realização das atividades.

Na manhã de sexta-feira, dia 23, cerca de 50 pessoas que trabalham dentro da rodoviária realizaram um protesto e interditaram a Avenida dos Franceses, cobrando melhorias para o local. Contudo a manifestação foi encerrada por homens da Polícia Militar (PM).

Administração – De acordo com Rosanira Lopes da Cruz, presidente da Associação dos Comerciantes, Prestadores de Serviços e Usuários do Terminal Rodoviário de São Luís (Rodoservice), uma das reclamações dos trabalhadores é com a atuação da empresa RMC Comércio e Serviços Ltda, que administra o terminal.

Segundo ela, a RMC atua na rodoviária há mais de 10 anos sem ter um contrato formal com o Governo do Estado. Os permissionários pagam o aluguel dos espaços e esse dinheiro não é revertido em melhorias para o terminal.

“A RMC tomou de conta da rodoviária como se fosse sua. Estamos sendo prejudicados, pois a empresa e não traz nenhum benefício”, disse Rosanira Lopes. Ela informou ainda que os permissionários muitas vezes são coagidos pelos representantes da empresa a efetuarem o pagamento do aluguel.

Por causa da falta de investimentos, os comerciantes reclamam da falta de estrutura do espaço. Eles alegam que, quando chove, vários pontos dentro da rodoviária ficam alagados; existem poucos banheiros para atender a demanda; e a segurança do espaço é insuficiente, pois no posto policial existem apenas dois militares.

“Se pagamos o alugue, eles não fazem nada. Se não pagamos, somos ameaçados. Queremos que a RMC e o Estado nos dê um posicionamento”, disse Rosanira Lopes. Ela afirmou que, se nenhuma providência for tomada, serão realizados outros protestos.

Por meio de nota, a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informou que está em andamento o processo licitatório para contratação de nova administradora e realização de obras no Terminal Rodoviário de Passageiros de São Luís.

A MOB informou ainda que as manifestações ocorridas na manhã de sexta-feira são decorrentes de um litígio judicial entre a ex-administradora do terminal e os permissionários a respeito de aluguéis, cuja ação judicial encontra-se em tramitação na 5ª Vara da Fazenda Pública.

Peça

Mais

Está previsto para o dia 8 de agosto uma inspeção do Corpo de Bombeiros no Terminal Rodoviário de São Luís. A inspeção atende a uma determinação do juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, que determinou o Estado providenciasse algumas melhorias no espaço para reforçar a segurança dos frequentadores.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte