Cidades | Violência

Manifestantes tentam agredir equipes de reportagem durante protesto em São Luís

Por volta das 18h30, os manifestantes invadiram o Terminal de Integração da Praia Grande; no local ocorreu o princípio de violência
OESTADOMA.COM28/03/2016 às 19h30
Manifestantes tentam agredir equipes de reportagem durante protesto em São LuísHomem incitou os outros manifestantes (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - As equipes de reportagem de O Estado, da TV Mirante e da Rádio Mirante AM por pouco não foram agredidas durante protesto contra o reajuste das tarifas de ônibus de São Luís. Manifestação ocorreu nesta segunda-feira (28) no Centro da capital maranhense.

Os repórteres Thiago Bastos, Ádria Rodrigues e Alessandra Rodrigues, o fotógrafo De Jesus e o cinegrafista Luiz Alfredo estavam acompanhando a passeata desde a concentração, que começou por volta das 15h na Praça Deodoro.

LEIA TAMBÉM

População protesta no Centro da capital contra o reajuste das tarifas de ônibus de São Luís

Já por volta das 18h30, os manifestantes invadiram o Terminal de Integração da Praia Grande e foi no local que ocorreu o princípio de agressão, por parte de um pequeno grupo de pessoas. As equipes foram cercadas e, acuadas, resolveram deixar o local. O movimento estava sendo acompanhado pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Um dos articuladores do movimento contra o reajuste é a seccional Maranhão da Assembleia Nacional dos Estudantes Livres (ANEL), além da União da Juventude Socialista (UJS).

Reajuste

Com o aumento, os valores das passagens de nível I que custavam R$ 1,90 passaram para R$ 2,20. Já as passagens do nível II fixadas em R$ 2,20, agora valem R$ 2,50. As passagens de nível IV, que custavam R$ 2,60, passaram para R$ 2,90. As tarifas das linhas metropolitanas do Governo do Estado mudaram de R$ 2,80 para R$ 3,10.

A decisão do reajuste das passagens foi tomada durante reunião realizada no dia 23, na sede da SMTT, entre representantes da Prefeitura e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte