Violência

72 mortes foram registradas na Grande Ilha em outubro

Dados da Secretaria de Segurança Pública revelam que do total de ocorrências 56 foram homicídios dolosos

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h53
Alberto Carlos Serra Moura foi morto de forma violenta em São Luís/Biné Morais
Alberto Carlos Serra Moura foi morto de forma violenta em São Luís/Biné Morais (Volência)

SÃO LUÍS - O mês de outubro terminou com o total de 72 mortes violentas registradas na Região Metropolitana de São Luís. O quantitativo é um pouco menor daquele que foi registrado em setembro, quando 76 mortes violentas foram registradas em toda a ilha.

Conforme mostram os dados do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), somente no último dia do outubro foram registradas três mortes violentas, sendo dois homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) e uma morte em confronto com a polícia.

Uma das vítimas de homicídio no sábado, 31, foi identificada como Marcos Felipe Pereira da Silva. Ele foi assassinado com dois tiros pelas costas no Alto do Turu por volta de 3h. O caso foi registrado no Plantão de Polícia Civil do Cohatrac.

Já a outra vítima foi Alberto Washington Mendonça Silva, de 45 anos de idade. Ele foi morto a tiros na comunidade de São Brás dos Macacos (São José de Ribamar) por volta de 17h. O caso está sendo investigado pela polícia.

Ainda no sábado, uma pessoa morreu em confronto com a polícia. A vítima foi identificada como Jean Carlos Nunes, de 20 anos de idade, que foi alvejado com disparos de arma de fogo no bairro Cohama por volta de 12h.

Casos

Conforme mostram os dados do relatório do Ciops da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), das 72 mortes violentas que foram registradas no mês passado na região metropolitana, 56 foram homicídios dolosos; cinco foram classificadas como lesões corporais seguidas de morte; quatro foram latrocínios (roubo seguido de morte); e sete pessoas morreram em confronto com a polícia.

Ao fazer uma breve comparação entre o quantitativo desses casos com os registros de setembro, observa-se que houve um aumento na quantidade de lesões corporais, passado de dois casos naquele mês para cinco em outubro; e também na quantidade de mortes em confronto com a polícia, que passou de três casos em setembro para sete em outubro.

Por outro lado, houve uma redução na quantidade de homicídios dolosos na ilha, passado de 66 em setembro para 56 em outubro; e também na quantidade de latrocínios, passando de cinco em setembro para quatro em outubro.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.